Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando desde 2000 a Cultura e História Capixaba

O Espírito Santo na 1ª História do Brasil

O Espírito Santo na 1ª História do Brasil

Pero de Magalhães de Gândavo, autor da 1ª História do Brasil, em português, impressa em Lisboa, no ano de 1576

Marcelino Champagnat

Marcelino Champagnat

Marcellin Champagnat, aportuguesado para Marcelino Champagnat nasce a 20 de maio de 1789, em Marlhes, aldeia de montanha no Centro-Leste da França, no início da Revolução Francesa

As expedições e as suas conclusões - Por Estilaque Ferreira dos Santos

As expedições e as suas conclusões - Por Estilaque Ferreira dos Santos

Não se pode deduzir que antes desta doação a capitania já teria sido “descoberta” e explorada pelos navegantes portugueses

A Imigração no Espírito Santo – Por João Eurípedes Franklin Leal

A Imigração no Espírito Santo – Por João Eurípedes Franklin Leal

A entrada de imigrantes europeus representou a maior transformação social e econômica que o Espírito Santo passou

O incêndio no Mercado da Vila Rubim

O incêndio no Mercado da Vila Rubim

Vinte toneladas de fogos de artifício e barris de pólvora que estavam estocados em três andares da Casa Sempre Rica explodiram

O Ensino e a primeira biblioteca pública do ES

O Ensino e a primeira biblioteca pública do ES

Criado em 1843, só a vinte e cinco de abril de 1854 foi instalado o Liceu da Vitória

Nas Vésperas da Independência – Por Mário Freire

Nas Vésperas da Independência – Por Mário Freire

A última barreira do Siri, próxima à foz do Itapemirim, havia sido o extremo norte da fazenda, doada aos padres em 1702

Após a Independência - Por Mário Freire

Após a Independência - Por Mário Freire

Dissolvendo a Constituinte em Novembro de 1823, Pedro I incumbiu o Conselho de Estado de organizar um projeto de Constituição

Pródromos da Independência Nacional

Pródromos da Independência Nacional

Domingos José Martins – Filho de Joaquim José Martins e de D. Joana Luisa de Santa Clara Martins, nasceu em Caxangá, hoje Itapemirim

A independência do Espírito Santo se chama café

A independência do Espírito Santo se chama café

Todas as câmaras das Vilas do Espírito Santo aderiram imediatamente ao Imperador D. Pedro I