Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Livro sobre Carlos Lindenberg

Foi lançado o 25º volume da coleção Grandes Nomes do Espírito Santo, focalizando a biografia do ex-governador e ex-senador Carlos Lindenberg. O prefácio é do filho do homenageado, Cariê Lindenberg. A coleção tem como coordenador editorial o jornalista Antonio de Pádua Gurgel.

Publicado originalmente em 2000, sob o título Dr. Carlos: Um Homem do Campo e sua Relação com o Poder e com uma tiragem limitada, o livro foi reeditado e passou a integrar a coleção que fala sobre a vida e a obra de figuras que marcaram a história do Estado, coordenada pelo próprio Gurgel.

A biografia nasceu da vontade de se revelar o lado humano, pouco divulgado, do homem que por duas vezes governou o Espírito Santo, de 1947 a 1950 e de 1959 a 1962, e foi senador e deputado federal, conforme explica Carlos Fernando Monteiro Lindenberg Filho, o Cariê, secretário-geral do Conselho de Administração da Rede Gazeta.

Carlos Fernando Monteiro Lindenberg nasceu em Cachoeiro de Itapemirim, na Fazenda Monte Líbano, em 13 de janeiro de 1899. Era de poucas palavras e, em vez de grandes discursos, preferia as ações, como ressalta Antonio Gurgel. Aos 21 anos, candidatou-se a prefeito de sua terra natal, ficando em segundo lugar.

Homem do campo, ocupou o cargo de secretário da Fazenda e da Agricultura, nos anos 30, tendo vislumbrado novas técnicas agrícolas, a mecanização da lavoura e a seleção de espécies para os rebanhos. Chegou a se manifestar contra a obrigatoriedade de trabalhadores rurais servirem o Exército: "O trabalho na lavoura é mais importante do que nas Forças Armadas".

No prefácio, Cariê destaca que um dos traços mais marcantes de seu pai foi o indiscriminado respeito pelas pessoas de qualquer cor, sexo, idade, religião, partido político ou situação econômica. Ele ouvia sempre a todos e muito, com igual paciência e atenção, especialmente antes de tomar suas decisões.

Viveu quase duas décadas, depois disso. Aos 91 anos, sucumbiu a um derrame, enquanto almoçava em um restaurante de Vitória, no dia 6 de janeiro de 1991.

Confira:

Antonio de Pádua Gurgel

Carlos Lindenberg
Pro Texto 248 páginas
Quanto: R$ 30

Fonte: A Gazeta

Links Relacionados:

>> Livros Capixabas




GALERIA:

📷
📷


Matérias Especiais

Jabaité, lagoa esquecida

Jabaité, lagoa esquecida

Em Salvador, Abaeté é uma lagoa escura arrodeada de areia branca. Na Barra do Jucu, Jabaité é uma lagoa negra cheia de mistérios.

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Comparações e fatos alusivos a Proclamação da República

Discurso proferido por Robero Brochado Abreu, membro do Instituto Histórico e Geográfico de Vila Velha - Casa da Memória, durante as comemorações da Proclamação da República

Ver Artigo
Praça Costa Pereira ou Independência?

Certa vez, de passagem pela Capital, um estrangeiro queixava-se: - A língua capixaba é muito difícil: escreve Costa Pereira e pronuncia-se Independência!

Ver Artigo
Ofícios reservados do príncipe regente D. Pedro I, 1822

Tenha sempre em vista como requisito essencial e objeto em que interessa à causa pública deste reino o exame e conhecimento dos sentimentos dos pretendentes

Ver Artigo
Vale do Mulembá

O Vale do Mulembá fica no bairro Joana D’arc, em Vitória, entre a Pedreira Rio Doce e o loteamento São José. O acesso é pela Rodovia Serafim Derenzi

Ver Artigo
Escolhendo panelas capixabas

Algumas panelas de barro produzidas no Espírito Santo estão ficando grossas, com queima incompleta e perdendo a cor negra profunda, tão característica. Isto se deve a fatores que pretendemos apontar

Ver Artigo