Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Primeiras construções de Vitória

Palácio Anchieta

O ano de 1551 coincide com o início de grandes construções na recém-criada Vila de Vitória. Os padres da Companhia de Jesus iniciaram o conjunto arquitetônico formado pela Igreja de São Tiago e pelo Colégio dos Jesuítas, que hoje abriga o Palácio Anchieta. A pequena cidade começou a se formar em torno desses dois prédios e o traçado de suas ruelas, estreitas e sinuosas, pode ser conferido em pleno terceiro milênio. Basta caminhar no que hoje se chama Cidade Alta, no centro da Capital.

A influência religiosa ajudou a delinear a história dos primeiros anos. Além da Companhia de Jesus, à qual pertencia Padre José de Anchieta, outras organizações religiosas buscaram catequizar as almas da pequena ilha. Os franciscanos vieram e, numa competição de fé, ergueram o Convento de São Francisco, no morro do mesmo nome do santo, próximo a uma região de mangues, onde surgiria o Parque Moscoso. A pedra fundamental foi lançada em 1591. Era comum procissões saírem dali e irem para o Convento da Penha, em Vila Velha. O tempo foi desativado de suas funções religiosas e hoje abriga a Cúria Metropolitana, uma espécie de escritório geral da Igreja Católica de Vitória.

 

Fonte: A GAZETA, 26/09/1994

História do ES

O Milagre Capixaba

O Milagre Capixaba

O processo desencadeado por Christiano Dias Lopes foi consolidado por seu substituto no poder, Arthur Gerhardt. No seu governo, que coincidiu com a fase eufórica do “Milagre Brasileiro”

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Duarte de Lemos, homem providencial

Duarte de Lemos rumou para o Espírito Santo com seus “criados e outras pessoas que por seu respeito vieram com ele”

Ver Artigo
Preparativos de viagem do donatário Vasco Fernandes Coutinho

Em Portugal preparava a viagem para o senhorio que lhe coubera “pera todo sempre”, segundo rezava a carta

Ver Artigo
Viajantes Estrangeiros no ES - Auguste de Saint-Hilaire

Augustin François César Prouvencial, segundo o nome de batismo, ou Auguste de Saint-Hilaire,

Ver Artigo
A Colonização do solo Espírito-Santense - Por: Yvone Amorim

Vasco Fernandes Coutinho faleceu a 16 de janeiro de 1561, em Vila Velha, onde residia. Acreditamos, em um futuro bem próximo, que se possa resgatar a importância da figura do donatário, como a melhor forma de cultivar a sua memória

Ver Artigo
Visita do Imperador ao ES – 1860

SS. MM. desembarcavam ao meio-dia. A esta hora todas as autoridades civis e militares, sacerdotes, estavam no Cais das Colunas esperando SS. MM.

Ver Artigo