Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Deu no Jornal O Continente - Começa a Política

Jornal O Continente de 12 de junho de 1954

Lançados por diversos partidos registrados na Federação, em Convenções, surgem os primeiros candidatos homologados oficialmente.

Surgem, alguns emmeio desta obscuridade tentando de inicio “mostrar” suas qualidades – quase sempre inigualáveis, batalhadores, com um passado de lutas travadas contra o Mal – com natural exagero. Impossível tornar-se-ia analisar- mos imparcialmente este ou aquele candidato deste ou daquele partido; não porque elementos não nos falte, mas simplesmente porque não temos interesse em absoluto em mostrar as boas ou más qualidades do cidadão em pauta ou seja o CANDIDATO.

Não podemos esquecer que temos figuras de real projeção e prestígio em diversos partidos. Alguns políticos veteranos e outros veteranos políticos, sob o ponto de vista psicológico. A mania que se tem – excluindo o autor – em dizer que: SOU NOVO EM POLÍTICA, MAS TUDO FAREI, é pura conversa para inglês ver. A pessoa já nasce política. Uns dedicam-se, outros não. O insensível não existe. A política começa nos jogos infantis, prossegue nos colégios e finalmente atinge a maturidade com o próprio indivíduo. Não é em absoluto uma coisa feia, pecaminosa. E um impulso natural da vida, dos seres humanos. Uns dedicam-se à política, propriamente dita, nacional; outros com mais prática, mais “molejo”à internacional e, nós, à política  amadorista, municipal, umas, estadual outras vezes. Uma política simples, amena, sem ofensas, sem “segundas intenções”. É bem verdade que mesmo dentre nós, temos os faltosos, posto que em qualquer parte os encontraríamos. Mas que mal há nisso? Afinal a ovelha negra está em toda parte...

Figuras de reais méritos concorrerão ao pleito em 3 de outubro. Vereadores, Prefeitos, Deputados Estaduais e Federais etc. Todos, absolutamente todos, tentarão, por todos os meios atingir seu objetivo máximo. Nada mais lógico e mais natural. Queremos apenas fazer um apelo aos candidatos de todos os partidos. Vamos fazer uma política limpa. Nada de ofensas, nada de intrigas, nada de palavras mal lançadas aos quatro cantos. Vamos ser rivais, duros, sérios, mas sobretudo amigos. Lembrem-se de que o mundo dá muitas voltas e é sempre melhor termos “mais” um amigo do que um inimigo. Estamos pois de acordo, prezados candidatos? ...  

 

Fonte: Jornal O Continente, 12 de junho de 1954
Autor: Ennio Pereira
Compilação: Walter de Aguiar Filho, Outubro/2013

Matérias Especiais

Ceia Natalina

Ceia Natalina

A ceia natalina do Brasil e de outros países guardam muitas tradições em comum. Elas tem origem em velhos hábitos da Roma antiga

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Vale do Mulembá

O Vale do Mulembá fica no bairro Joana D’arc, em Vitória, entre a Pedreira Rio Doce e o loteamento São José. O acesso é pela Rodovia Serafim Derenzi

Ver Artigo
Escolhendo panelas capixabas

Algumas panelas de barro produzidas no Espírito Santo estão ficando grossas, com queima incompleta e perdendo a cor negra profunda, tão característica. Isto se deve a fatores que pretendemos apontar

Ver Artigo
Casa da Memória de Vila Velha - Sua História

Na Prainha, à beira mar, de frente para a Praça Tamandaré, havia um casarão geminado em ruínas, uma das últimas edificações do século XIX, datada de 1893, conforme inscrição em seu frontispício

Ver Artigo
A Herança Cultural Afro - Capixaba

Roger Bastide destacava, por volta de 1950, que não foi apenas no Rio de Janeiro que a Macumba difundiu-se, pois já era bem popular no Espírito Santo

Ver Artigo
Hermógenes - Amor pela Barra

Aos 12 anos, Hermógenes embarcou com a mãe e o irmão Ivo no navio de cabotagem Lud e, após longa viagem, aportaram em Vitória. Foi morar em Paul, município de Vila Velha

Ver Artigo