Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Dia Mundial do Fotógrafo

Baía de Vitória, foto de Paulo Bonino - Anos 1960

Sabedor que o dia 19 de agosto é considerado o DIA MUNDIAL DO FOTÓGRAFO, quero fazer uma homenagem aos fotógrafos que conheci durante minha vida de músico nas noites.

Em especial ao meu amigo, PAULO BONINO que sempre demonstrou uma admiração pela nossa terra com suas fotografias aéreas de nossa querida cidade e "em memória" aos grandes fotógrafos, admirados por mim, o "Musso" o "Pedro Fonseca" e muitos outros, que lá do "segundo andar" acredito que estejam ainda fazendo fotos e idem a todos que hoje trabalham nessa arte da fotografia.

Nas fotos ao lado, selecionei algumas fotos em preto e branco, do meu grande amigo PAULO BONINO, ("ANOS 60").

Em telefonema, matamos um pouco da saudade de nossos amigos que ainda vivem entre nós, e dos que já partiram.

Pedi autorização para mostrar um "pedacinho" do seu maravilhoso trabalho na arte da fotografia. Tive autorização, o que muito me alegra e agradeço. 

Fato interessante: Há uns 40 anos antes, encontrando eu com o Paulo Bonino, ele me mostrou umas fotos feitas com um filme sensível ao "infravermelho". O resultado na revelação no filme químico foi surpreendente, observem: isto há 40 anos ...

Presto idem uma homenagem no DIA MUNDIAL DO FOTÓGRAFO aos fotógrafos "lambe-lambe" do Parque Moscoso, que ainda me lembro, (eu tinha uns 7 anos), disputando os clientes com suas "máquinas", um "caixote" onde eram revelados os filmes e secados em um varal no mesmo lugar etc etc. Detalhe: Eles eram chamados de "lambe-lambe" pois "lambiam todas as fotos". É que a saliva que nós temos, produz uma reação química que melhora a fixação da imagem... a foto fica bem melhor... (vocês sabiam ?....) curiosidades do dia-a-dia.

Tempos bons ! ! !

É bom recordar.

 

Autor: Edson Quintaes
Compilação: Walter de Aguiar Filho, dezembro/2010 



GALERIA:

📷
📷


Matérias Especiais

Ano de 1508 e 1526 – Por Basílio Daemon

Ano de 1508 e 1526 – Por Basílio Daemon

Cristóvão Jaques: o descobridor da costa do Espíto Santo que deu nome a praça, hoje conhecida como Praça do Cauê

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Praça Costa Pereira ou Independência?

Certa vez, de passagem pela Capital, um estrangeiro queixava-se: - A língua capixaba é muito difícil: escreve Costa Pereira e pronuncia-se Independência!

Ver Artigo
Ofícios reservados do príncipe regente D. Pedro I, 1822

Tenha sempre em vista como requisito essencial e objeto em que interessa à causa pública deste reino o exame e conhecimento dos sentimentos dos pretendentes

Ver Artigo
Vale do Mulembá

O Vale do Mulembá fica no bairro Joana D’arc, em Vitória, entre a Pedreira Rio Doce e o loteamento São José. O acesso é pela Rodovia Serafim Derenzi

Ver Artigo
Escolhendo panelas capixabas

Algumas panelas de barro produzidas no Espírito Santo estão ficando grossas, com queima incompleta e perdendo a cor negra profunda, tão característica. Isto se deve a fatores que pretendemos apontar

Ver Artigo
Casa da Memória de Vila Velha - Sua História

Na Prainha, à beira mar, de frente para a Praça Tamandaré, havia um casarão geminado em ruínas, uma das últimas edificações do século XIX, datada de 1893, conforme inscrição em seu frontispício

Ver Artigo