Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Lembranças da maria-fumaça

Maria Fumaça - Acervo: CVRD

Texto: Edson Quintaes

Trabalhei na Vale de NOVEMBRO DE 1961 a NOVEMBRO DE 1997. Exatamente 36 anos.

Quando eu viajava na Maria Fumaça, muitas vezes tinha a roupa furada por pedaços de brasas que saiam da chaminé da locomotiva. A roupa não chegava a pegar fogo, mas fazia uns buraquinhos....

Nas vezes seguintes, eu não deixava mais a janela aberta... para não ter a calça com pequenos furos feitos pelas minúsculas brasas que saíam da chaminé da locomotiva e entravam pelas ditas janelas...

Coisas da nossa saudosa "Maria Fumaça"... hoje sinceramente sinto saudades daquelas viagens... levando meu acordeom para tocar em Aimorés, Governador Valadares... as refeições feitas nas janelas, o trem balançando e aquela fumaça vez por outra entrando pelas janelas... aquele feijão com arroz, fritas e ovos... a garrafa de refrigerante balançava, balançava... mas não caía... sempre em pé... ! ! ! e vez por outra o apito da locomotiva... sinto saudades daqueles momentos!

Links Relacionados:

 Estrada de Ferro Vitória a Minas 
 A maria-fumaça sai de cena
 
 Museus do ES
 



GALERIA:

📷
📷


Matérias Especiais

Coronel Bimbim

Coronel Bimbim

Com força arrasadora, o coronelismo imperou na política capixaba durante grande parte do século passado, deixando marcas profundas em nossa história. Alguns coronéis, no exercício do mandonismo local, gostavam de fazer justiça com as próprias mãos – eram implacáveis e impiedosos em suas ações punitivas

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Praça Costa Pereira ou Independência?

Certa vez, de passagem pela Capital, um estrangeiro queixava-se: - A língua capixaba é muito difícil: escreve Costa Pereira e pronuncia-se Independência!

Ver Artigo
Ofícios reservados do príncipe regente D. Pedro I, 1822

Tenha sempre em vista como requisito essencial e objeto em que interessa à causa pública deste reino o exame e conhecimento dos sentimentos dos pretendentes

Ver Artigo
Vale do Mulembá

O Vale do Mulembá fica no bairro Joana D’arc, em Vitória, entre a Pedreira Rio Doce e o loteamento São José. O acesso é pela Rodovia Serafim Derenzi

Ver Artigo
Escolhendo panelas capixabas

Algumas panelas de barro produzidas no Espírito Santo estão ficando grossas, com queima incompleta e perdendo a cor negra profunda, tão característica. Isto se deve a fatores que pretendemos apontar

Ver Artigo
Casa da Memória de Vila Velha - Sua História

Na Prainha, à beira mar, de frente para a Praça Tamandaré, havia um casarão geminado em ruínas, uma das últimas edificações do século XIX, datada de 1893, conforme inscrição em seu frontispício

Ver Artigo