Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando desde 2000 a Cultura e História Capixaba

Monumento ao Ano Internacional da Paz

Monumento ao Ano Internacional da Paz, Praça dos Namorados

Em busca da Memória Perdida

O professor e historiador Willis de Faria, preocupado com uma reportagem publicada em jornal de Vitória, que falava sobre a indiferença do povo capixaba em relação ao péssimo estado de conservação do seu patrimônio cultural, fez um projeto de um catálogo dos monumentos culturais e históricos da capital, o qual foi aprovado pela Lei Rubem Braga.

Em boa hora vem a lume e publicação deste catálogo de monumentos culturais e históricos da cidade de Vitória. Nele, o leitor em particular, e a população em geral, encontrará não somente uma simples descrição do monumento, mas um valioso subsídio para todos, quanto às origens do fato, esclarecendo as pessoas sobre a história das imagens que são representadas e o passado histórico da cidade.

Culpa-se o brasileiro de não ter memória, de não preservar sua origem, de não voltar os olhos para o passado, como a negar seu presente e futuro. O professor Willis de Faria vem lembrar-nos com esta obra, que a história está presente em cada momento silencioso que nos interroga, nas ruas e praças, e nos convida a determo-nos, transeuntes apressados, e olharmos para cada um, no intuito de ver ali a história de um povo, de uma tradição, de uma ideologia. Após esta obra não poderemos mais ignorar os monumentos culturais e históricos da cidade de Vitória. É para isso que foi publicada. (Francisco Aurélio Ribeiro - Secretário de Produção e Difusão Cultural - UFES)

 

Monumento ao Ano Internacional da Paz

 

O Monumento: é constituído de duas meias laranjas, simbolizando faces do Planeta Terra, representando os dois hemisférios, através da projeção de Mercator. Sua face côncava é de concreto, coberto de pastilhas coloridas compondo os continentes.

Localização: Praça dos Namorados – Enseada do Suá – Praia do Canto

Concepção Artística: Arquiteto Gregório Repsold

Execução: escultor de nacionalidade grega Iannis Zavoudakis

Inscrição: “A terra é um país, e a humanidade, seus cidadãos”. Bahá'u'lláh (1817-1892)--Fundador da Fé Bahá'í

Ato Inaugural: dezembro de 1987
Homenagem da comunidade BAHAI de Vitória ao Ano Internacional da Paz. Adm. Municipal Hermes Laranja Gonçalves.

 

Fonte: Catálogo dos Monumentos Históricos e Cultural da Capital – Vitória – ES
Autor: Willis de Faria (o catálago foi por ele doado à Casa da Memória em 27-03-93)
Foto: Sérgio Lobos Martins e Flávio Lobos Martins Filho
Capa: Eugênio G. Herkenhoff
Compilação e foto atual: Walter de Aguiar Filho, julho/2011

Monumentos

Escadaria Maria Ortiz

Escadaria Maria Ortiz

Maria Ortiz decidiu a batalha, lançando água fervente sobre o próprio Pieter Heyn de uma das janelas do casario.

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Orografia - As 10 mais altas Montanhas do Espírito Santo

Mestre Álvaro (ou Alvo). É uma bela montanha que se ergue, isolada, em extensa planície, ao norte da cidade de Vitória, no vizinho Município da Serra 

Ver Artigo
Grandes Construções - As 10 mais destacadas por Eurípedes Queiroz do Valle

Situa-se na Ponta de Piranhém ou Tubarão que lhe dá o nome no extremo norte da baía de Vitó­ria

Ver Artigo
O Farol de Regência - Por Geraldo Magela

O farol foi inaugurado no dia 15 de novembro de 1895, no governo Muniz Freire, que defendeu na Câmara do De­putados a necessidade de sua instalação

Ver Artigo
O Itabira e o Frade e a Freira - Por Gabriel Bittencourt

O Itabira: esguio monólito que os cachoeirenses fizeram símbolo da cidade, e os intelectuais de sua Academia de Letras transformaram-no no seu escudo e emblema

Ver Artigo
Praça João Clímaco

Localizada em frente ao Palácio Anchieta, a Praça João Clímaco, ex-praça Afonso Brás, foi durante três séculos chamada ora como largo do Colégio, ora largo Afonso Brás

Ver Artigo