Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando desde 2000 a Cultura e História Capixaba

O Exército: 38º BI.

Exército com Terceira Ponte e Morro do Moreno de fundo

Origens e Tradições

O 38º BATALHÃO DE INFANTARIA, localizado em Vila Velha - ES, foi criado em 19 de abril de 1851, na cidade de Salvador - BA, pelo decreto 782, com a denominação de meio Batalhão de Caçadores da Bahia. Ao longo de 150 anos de existência teve as seguintes outras denominações: Batalhão de Caçadores (1860), 16º Batalhão de Caçadores (1865), 16º Batalhão de Infantaria (1870), 50º Batalhão de Caçadores (1908), 3º Batalhão de Caçadores (1919) e, finalmente, 38º Batalhão de Infantaria (1973).

Em 1917 teve sua sede transferida para o Espírito Santo e em 1964 recebeu o nome de Batalhão Tibúrcio.

Desde a sua criação, a Unidade participou de diversas operações militares. Destacam-se dentre outras:

- Campanha do Paraguai nas Batalhas de Tuiutí, Lomas, Valentinas, Estabelecimento e Peribebuí;

- Campanha de Canudos nas diversas expedições realizadas;

- Campanha de Defesa Interna nos Estados do PA, PR, SP e ES.

Com relação à segurança interna, tem sob responsabilidade todo o Estado do Espírito Santo.

Cabe ressaltar o intenso programa de interação do 38º BI, com participação ativa nos principais eventos cívicos e datas festivas do Estado. Na condição de Unidade de tropa do Exército Brasileiro com sede no Espírito Santo, o 38º BI é herdeiro e representante das maiores tradições militares e históricas do nosso Exército.

O 38º BI fica na Prainha, em Vila Velha - ES.

 

Fonte: Edward Alcântara, membro do Instituto Histórico e Geográfico - Casa da Memória, Vila Velha
Publicado em 10/07/2008 

Monumentos

Casa da Memória

Casa da Memória

Na Prainha, à beira mar, de frente para a Praça Tamandaré, havia um casarão geminado em ruínas, uma das últimas edificações do século XIX, datada de 1893, conforme inscrição em seu frontispício

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Orografia - As 10 mais altas Montanhas do Espírito Santo

Mestre Álvaro (ou Alvo). É uma bela montanha que se ergue, isolada, em extensa planície, ao norte da cidade de Vitória, no vizinho Município da Serra 

Ver Artigo
Grandes Construções - As 10 mais destacadas por Eurípedes Queiroz do Valle

Situa-se na Ponta de Piranhém ou Tubarão que lhe dá o nome no extremo norte da baía de Vitó­ria

Ver Artigo
O Farol de Regência - Por Geraldo Magela

O farol foi inaugurado no dia 15 de novembro de 1895, no governo Muniz Freire, que defendeu na Câmara do De­putados a necessidade de sua instalação

Ver Artigo
O Itabira e o Frade e a Freira - Por Gabriel Bittencourt

O Itabira: esguio monólito que os cachoeirenses fizeram símbolo da cidade, e os intelectuais de sua Academia de Letras transformaram-no no seu escudo e emblema

Ver Artigo
Praça João Clímaco

Localizada em frente ao Palácio Anchieta, a Praça João Clímaco, ex-praça Afonso Brás, foi durante três séculos chamada ora como largo do Colégio, ora largo Afonso Brás

Ver Artigo