Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Monumento a Onça

A gruta e a onça - Foto: Walter de Aguiar Filho, set/2011

Parque Municipal Gruta da Onça

Com área de quase 69 mil metros quadrados, o Parque Municipal Gruta da Onça é ideal para trilhas entre nascentes e riachos, cercados de exuberante vegetação de Mata Atlântica. Na entrada, uma grande onça de concreto protege uma nascente. Escadarias e caminhos íngremes levam a um belo passeio.

O parque foi criado em 1988 e reinaugurado em 1996. Nele, as pessoas caminham ao som do canto dos pássaros, em companhia de mamíferos, como coelhos e macacos, e de répteis, a exemplo dos calangos e lagartos. O orquidário, as cinco praças e a capela ecumênica chamam a atenção dos visitantes. O parque também conta com um Centro de Educação Ambiental (CEA).

Uma parada obrigatória é o Mirante da Pedra da Raposa. Ele oferece visões inesquecíveis da baía, do penedo e do porto, revelando algumas das mais belas paisagens de Vitória.

 

Acesso

As pessoas chegam ao Parque Municipal Gruta da Onça pela rua Barão de Monjardim, que fica próxima à Casa do Porto das Artes Plásticas, no Centro de Vitória. O agendamento é aconselhável no caso de visitas monitoradas, principalmente de escolas.

Telefones: (27) 3132-1712 (agendamento), 3132-7290 (administração).

Horário de funcionamento: diariamente, das 8 às 17 horas.

 

Lenda da Gruta da Onça

 

O Parque Municipal Gruta da Onça, localizado no Maciço Central (Morro do Vigia) da Ilha de Vitória, teve seu nome tirado de uma lenda.

Conta a lenda que em meio a floresta existia uma grande gruta de onde brotava uma fonte de águas límpidas. Certo dia, um índio tentou se abrigar na gruta e ao beber a água da fonte viu refletir no espelho d’água a imagem de uma enorme onça pronta para atacar.

Apavorado, o índio fugiu correndo em direção ao mar, que beijava as praias junto ao Morro do Penedo.

Desde então, a onça passou a ser guardiã da gruta, continuando a viver em seu interior. Para perpetuar esta lenda capixaba, seus personagens foram transformados em monumentos, estando a onça localizada no alto das pedras que formam a gruta, e o índio, na Avenida Beira-mar, próximo ao Morro do Penedo.

 

Fonte 1: Catálogo dos Monumentos Históricos e Cultural da Capital – Vitória – ES
Autor: Willis de Faria (o catálago foi por ele doado à Casa da Memória em 27-03-93)
Foto: Sérgio Lobos Martins e Flávio Lobos Martins Filho
Capa: Eugênio G. Herkenhoff
Compilação e foto atual: Walter de Aguiar Filho, setembro/2011
Fonte 2:  Prefeitura de Vitória e Secretaria Municipal de Meio Ambiente

 

LINK RELACIONADO:

>> Araribóia 

>> Monumento ao Índio 




GALERIA:

📷
📷


Monumentos

100 Anos do Parque Moscoso

100 Anos do Parque Moscoso

Em maio de 1912 era inaugurado pelo presidente Jerônimo de Souza Monteiro a praça Moscoso, no local do antigo Campinho, após as obras de drenagem e ajardinamento do local

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

A História do Morro do Moreno – Por Seu Dedê

O sítio natural conhecido como Morro do Moreno foi palco de vários eventos importantes da história do Espírito Santo

Ver Artigo
Teatro Carlos Gomes

Principal teatro de Vitória, o Carlos Gomes foi inaugurado a 5 de janeiro de 1927, com a peça Verde e Amarelo, de Patrocínio Filho, representada pela Companhia Tan-Tan

Ver Artigo
Monumento a Domingos Martins

Seu busto de bronze amparado pela liberdade, representada por uma figura de mulher, também de bronze, sobre um pedestal de granito, está localizado na Praça João Clímaco

Ver Artigo
Monumento a Florentino Avidos

Presidente Avidos governou o Estado no quatriênio 1924 – 1928

Ver Artigo