Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando desde 2000 a Cultura e História Capixaba

O nome Ponta da Fruta

Ponta da Fruta - Foto: Edson Quintaes

O bairro de Ponta da Fruta, que fica a 30 minutos do Centro de Vila Velha e 20 minutos de Guarapari e seu acesso é feito pela Rodovia do Sol. A ocupação do lugarejo se iniciou com os  pescadores, que por volta de 1900 construíram no local suas casinhas de estuque e palha. Além da pesca, eles se dedicavam à plantação de milho, mandioca, banana e cana-de-açúcar. Posteriormente, na década de 1950 foi construída uma Colônia de Pescadores. E em 1980 intensificou-se o desenvolvimento urbano da região, com a instalação da rede de água e de telefonia.

O nome foi dado pelo Padre José Anchieta que sempre passava pela região em suas viagens de Vitória a Setiba, atual Anchieta. E a origem se deu, conforme a lenda, que por causa de uma tempestade o padre teria dito para os que o acompanhavam, “Vamos aportar ali debaixo daquela árvore Ponta de Fruta”. E foi assim que o local ficou conhecido e teve o seu nome registrado.

Ponta da Fruta recebe milhares de turistas no verão, que ficam encantados com a beleza da praia, com suas águas mansas e uma larga faixa de areia amarelada e grossa, mas o local, também, conta com uma praia mais agitada: a da Baleia, que impressiona por sua beleza. Os restaurantes da região são apreciados pelos pratos à base dos frutos do mar e de modo especial a Moqueca Capixaba.

Os hotéis e pousadas da região recebem muitos turistas, para os moradores do bairro ele é “movido a sol”, pois vive, intensamente, com a presença dos visitantes, principalmente de Minas Gerais e Brasília, não descartando o próprio capixaba, que no verão incrementam as vendas e o comércio local.

No local existe uma pequena capela que segundo o historiador Jair dos Santos foi construída (1945) pelo imigrante Italiano Augusto, que se abrigou no local durante a segunda Guerra Mundial.

 

Texto de: Teresa Rosa



GALERIA:

📷
📷


Bairros e Ruas

Rua Basílio Daemon

Rua Basílio Daemon

Rua não muito antiga, pequena, data de quando do aproveitamento dos terrenos desapropriados da Chácara do Vintém

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Arrabaldes de Vitória - Os 10 mais frequentados por Eurípedes Queiroz do Valle

Primitivamente a expressão significava o habitante desse arrabalde. Passou depois a significar os que nascessem em Vitória. Hoje é dado a todo espírito-santense

Ver Artigo
Centro de Vitória

Palco de batalhas ferrenhas contra corsários invasores, espaço para peladas de futebol da garotada, de footings de sábados e domingos, praças, ladeiras e ruas antigas curtas e apertadas, espremidas contra os morros — assim é o Centro de Vitória

Ver Artigo
Cercadinho – Por Edward Athayde D’Alcântara

Ao arredor, encosta do Morro Jaburuna (morro da caixa d’água), ficava o Cercadinho

Ver Artigo
Avenida Jerônimo Monteiro (ex-rua da Alfândega)

Atualmente, é a principal artéria central de Vitória. Chamou-se, antes, Rua da Alfândega, sendo que, em 1872, passou a denominar-se Rua Conde D'Eu

Ver Artigo
Poema-passeio com Elmo Elton - Por Adilson Vilaça

“Logradouros antigos de Vitória” sempre me impressionou. Mais de década depois, eu faria a segunda edição desta obra pela Coleção José Costa, dedicada à memória e história da cidade, e que foi por mim criada na década de 90

Ver Artigo