Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Ano de 1565 – Por Basílio Daemon

Vestígios da Capela de São Tiago, Século XVI

1565. Falece no mês de abril deste ano o padre coadjutor Diogo Jacome,(90) companheiro que foi do padre Pedro Gonçalves, os quais para aqui vieram a catequizar os índios estabelecidos na aldeia do Campo Velho, em Santa Cruz, dirigidos pelo cacique Maracaiá-guaçu, e também na aldeia do Campo ou do Peixe Verde, em Guarapari, dirigida pelo cacique Pirá-Obig. Havendo-se derramado com grande intensidade a peste das bexigas na capitania, mormente nas aldeias de índios, os quais morriam às centenas, nas casas que serviam de hospitais, o padre Diogo Jácome não se poupou a prestar socorros às duas grandes aldeias existentes então na capitania, afora outras pequenas, as quais tinham sido visitadas antes por José de Anchieta quando aqui estivera a mandado do provincial da Ordem e quando apaziguara os índios potiguares; viram-se estes célebres padres Diogo Jácome e Pedro Gonçalves, que grandes serviços prestaram à catequese nas capitanias de Porto Seguro, São Vicente e também nesta, sangrando, aplicando remédios e consolando, e por entre aquela pestilência dimanada dos doentes e cadáveres aglomerados, já corruptos, obrigados ainda a servirem de coveiros. Afinal o padre Diogo Jácome foi também afetado da peste, sendo conduzido a esta hoje capital, carregado pelos próprios indígenas, onde faleceu apesar de todos os recursos e no fim de cinco dias depois de sua chegada, abraçado com uma imagem e tendo pedido e recebido todos os sacramentos, sendo enterrado na Capela de Santiago do Colégio dos Jesuítas, lamentado por seus companheiros e pelos indígenas que muito o estimavam, sendo esta a segunda vez que, doente, o carregaram e conduziram os índios para a Vitória.(91)

Idem. Tendo em fins deste ano os índios que daqui partiram em defesa das capitanias do sul se revoltado em São Vicente, onde se achavam, e querendo para aqui voltar dando por causa a fome que sofriam, sabendo disto o irmão José de Anchieta, este lhes prometeu que antes de finalizar o dia chegariam barcos da capitania do Espírito Santo a buscá-los, o que de fato aconteceu, aportando ainda ao outro dia a nau capitânia com Estácio de Sá, que vinha do Rio de Janeiro, o que deu causa a grande entusiasmo da parte dos indígenas, que afiançaram não se retirarem sem coadjuvar a expulsão dos franceses, o que de fato cumpriram. Ali, no porto de Bertioga, foram os navios preparados e aprestados.(92)

 

Notas

 

90 “Falece na vila de Vitória o padre Diogo Jácome depois de ficar doente durante a epidemia de varíola que atingiu várias aldeias dessa capitania”. 10 de abril de 1565. [Leite, HCJB, I, p. 237]

91 Leite, HCJB, I, p. 237; Nery, Carta pastoral, p 81.

92 (a) “Em fevereiro de 1565 coadjuvou ela o Rio de Janeiro, que se achava em luta com os tamoios, auxiliando-o com gente e mantimentos. A gente era da tribo dos terminós, que Vasco Fernandes Coutinho, donatário da província, convidou e levou consigo.” [Machado de Oliveira, Notas, apontamentos, RIHGB, 1856, 19:270] (b) “Porque os índios do Espírito Santo, impacientes com a espera da capitânia e mantimentos que também tardavam […], lhes empenhou José [de Anchieta] sua palavra: que […] chegariam sem dúvida os mantimentos e após eles, pouco depois, a nau capitânia […] Não eram ditas as palavras, quando começam aparecer três barcos, que eram mandados a buscá-los ao Espírito Santo […] Obedeceram a tudo resolutos a ajudar na empresa. E logo na manhã seguinte chegou a nau capitânia...” [Vasconcelos, S., Vida e obra, v. 1, p. 112]

 

 

Nota: 1ª edição do livro foi publicada em 1879
Fonte: Província do Espírito Santo - 2ª edição, SECULT/2010
Autor: Basílio Carvalho Daemon
Foto: Vestígios da antiga Igreja de São Tiago. Amostra de parede do século 16. O palácio era conjugado ao templo dos jesuítas. Na parte superior, pode-se ver arabescos decorativos. Fonte: Fotos publicadas originalmente em A Gazeta (19/04/2009) Clique na foto para ampliar
Compilação: Walter de Aguiar Filho, outubro/2019

Igrejas

Lugares de culto – Por Joaquim Beato

Lugares de culto – Por Joaquim Beato

Num passeio pela cidade de vitória, o morador descobrirá, certamente, uma ampla variedade de espaços especializados

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Ano de 1565 – Por Basílio Daemon

O padre Diogo Jácome foi também afetado da peste, sendo enterrado na Capela de Santiago do Colégio dos Jesuítas

Ver Artigo
Jerônimo Monteiro - Capítulo XII

Escola Modelo Jerônimo Monteiro em construção, Vitória (1912). APEES — Coleção Jerônimo Monteiro

Ver Artigo
Ano de 1558 – Por Basílio Daemon

Aporta ao Espírito Santo Pedro Palácios, leigo franciscano do Convento da Arrábida, em Portugal, sendo natural de Medina do Rio Seco, em Espanha   

Ver Artigo
Ano de 1556 – Por Basílio Daemon

Os temiminós foram aldeados em terras da hoje vila de Guarapari, às margens do rio do Peixe Verde, nome derivado do de Pirá-Obig   

Ver Artigo
Ação da Igreja na época Colonial – Por João Eurípedes Franklin Leal

Em Vila Velha, Afonso Brás cuidou de levantar uma igreja dedicada a de N. S. do Rosário, 1551

Ver Artigo