Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Panorama da cultura capixaba

Panorama da cultura capixaba

O historiador Renato Pacheco explica que o Estado passou 350 anos fechado a qualquer tipo de progresso

Censo de 1940

Censo de 1940

As jazidas calcárias no Espírito Santo estão encravadas nas formações arqueanas do sul do Estado e pertencem à província metalogênica da serra do Mar

O primeiro mapa do Espírito Santo

O primeiro mapa do Espírito Santo

É de justiça assinalar o levantamento, em 1612, da primeira carta geográfica do território capixaba, por Marcos de Azeredo

Mário Aristides Freire – Secretário da Fazenda (1930-1943)

Mário Aristides Freire – Secretário da Fazenda (1930-1943)

Distingue-se, na obra administrativa desses doze anos, a atuação do secretário da Fazenda – Mário Aristides Freire. 

Chácara do Vintém - Por Elmo Elton

Chácara do Vintém - Por Elmo Elton

No governo de Florentino Avidos, desapropriados os terrenos da Chácara do Vintém, foram abertas as ruas Deocleciano de Oliveira, Aristides Freire e do Vintém, as três com entrada pela Graciano Neves

O Quadriênio Jerônimo Monteiro

O Quadriênio Jerônimo Monteiro

Durante o quadriênio Jerônimo Monteiro, o Estado experimentou largos benefícios da ação governamental: abertura de estradas, fomento da produção agrícola, melhoria dos rebanhos bovinos, construção da usina de açúcar de Paineiras

O Censo de 1920

O Censo de 1920

O Recenseamento Geral da República, processado a primeiro de setembro de 1920, acusou no Estado 457.328 habitantes, dos quais 159.986 com profissões definidas

Governo Florentino Avidos (1924-1928)

Governo Florentino Avidos (1924-1928)

Duas pontes que construiu, ligando Vitória ao continente e sobre o rio Doce, em Colatina, são marcos decisivos no progresso do Espírito Santo 

A Revolução de 30

A Revolução de 30

Achava-se à frente do governo estadual o presidente Aristeu Borges de Aguiar, que se empossara aos trinta de junho de 1928 

Crise do café e política no governo de Henrique Coutinho, 1904-1908

Crise do café e política no governo de Henrique Coutinho, 1904-1908

De 1904-1908, o Estado foi presidido pelo coronel Henrique da Silva Coutinho, que, tão logo se viu no poder, rompeu com Muniz Freire