Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

“Descaminhos no dinheyro” em 1650

“Descaminhos no dinheyro” em 1650

A carta do conde de Castelmelhor refere-se a diversas irregularidades no Espírito Santo, principalmente nos negócios da Justiça

Jesuítas bandeirantes e morte de Francisco de Aguiar Coutinho

Jesuítas bandeirantes e morte de Francisco de Aguiar Coutinho

A 06/03/1627 já estava morto Francisco de Aguiar Coutinho, pois nessa data foi nomeado Manuel d’Escovar Cabral para governar a donataria

Outra vez os holandeses no Porto de Vitória

Outra vez os holandeses no Porto de Vitória

Sete navios comandados pelo coronel Koin alcançaram o porto de Vitória a 27/10/1627

O destacamento de infantaria - Ambrósio de Aguiar Coutinho

O destacamento de infantaria - Ambrósio de Aguiar Coutinho

O perigo que correra a segurança da capitania levou o governo português a destacar quarenta infantes de tropa regular para servirem no Espírito Santo

Jesuítas, índios e Cabo Frio

Jesuítas, índios e Cabo Frio

Após a obtenção de uma sesmaria para os seus índios – em 1610 – que sobreveio o período de prosperidade local, ainda hoje atestada pela igreja

Enfrentando e derrotando os flamengos

Enfrentando e derrotando os flamengos

A dez de março de 1625, surgiram na barra de Vitória oito naus holandesas comandadas por Pieter Pieterszoon Heyn 

Orçamento, holandeses e escravos

Orçamento, holandeses e escravos

Na opinião de Basílio Daemon, o tráfico direto de braços negros entre o Espírito Santo e África começou em fins de 1621 

O primeiro mapa do Espírito Santo

O primeiro mapa do Espírito Santo

É de justiça assinalar o levantamento, em 1612, da primeira carta geográfica do território capixaba, por Marcos de Azeredo

O Milagre da Seca – Por Maria Stella de Novaes

O Milagre da Seca – Por Maria Stella de Novaes

Organizou-se uma procissão marítima, com as embarcações e colocou-se a preciosa imagem de Nossa Senhora da Penha

Há duzentos anos passados... - Por Mário Freire (1945)

Há duzentos anos passados... - Por Mário Freire (1945)

Reritiba assistiu, em 1742, um indígena que, durante uma procissão portara-se inconvenientemente, exaltou-se e conseguiu amotinar todo o aldeamento