Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Ano de 1857 – Por Basílio Daemon

Igreja do Rosário e os jazigos criados em 1857

1857. É publicado neste ano, a 2 de janeiro, um jornal literário de instrução e recreio, sob o título O Semanário, 620 por ser hebdomadário; seu redator e proprietário, o finado advogado José Marcelino Pereira de Vasconcelos, colecionou nessa publicação o que de mais importante encontrou sobre antiguidades da província, reunindo o útil ao agradável.

Idem. Assume a administração da província, a 13 de fevereiro, o 2º vice-presidente coronel José Francisco de Andrade e Almeida Monjardim, por ter-se retirado para a Corte, com licença, o presidente José Maurício Fernandes Pereira de Barros.

Idem. Assume a 15 de fevereiro deste ano a administração da província o barão de Itapemirim, tendo unicamente estado dois dias na presidência o coronel Monjardim. Notamos que, estando presidindo a província o 2º vice-presidente coronel Monjardim era logo assumida a administração pelo barão de Itapemirim, sem aquela deferência própria e comum entre funcionários e como de caso premeditado.

Idem. É nomeado por carta imperial de 24 de março deste ano para presidente desta província o bacharel Olímpio Carneiro Viriato Catão,621 que prestou juramento e tomou posse a 18 de junho deste mesmo ano, falecendo nesta província a 29 de abril de 1858 e sendo sepultado no cemitério da Ordem Terceira de Nossa Senhora do Monte do Carmo.622 Foi este presidente incansável em promover o engrandecimento da província, e a ele se deve a fatura da estrada de Itapemirim ao Cachoeiro, a ponte sobre o rio Muqui, a construção da casa da Câmara Municipal de Itapemirim, a construção do chafariz do Campinho e muitas outras obras de utilidade pública.623

Idem. Tendo o decreto de 9 de setembro de 1855 disposto que se procedesse às eleições para deputados gerais e seus suplentes, toma assento na 10ª legislatura da Assembleia Geral o bacharel Antônio Pereira Pinto, que fora eleito deputado por esta província, sendo seu suplente o padre Dr. Inácio Rodrigues Bermude.

Idem. Chegam neste ano, no mês de junho, à Colônia de Santa Leopoldina, 222 colonos alemães, sendo já diretor daquela colônia o engenheiro civil Amélio Pralon.624 O núcleo de Santa Leopoldina exporta hoje para mais de 100.000 arrobas de café, afora cereais, não estando sob auspícios pecuniários do governo.

Idem. Pela lei provincial nº 9, de 25 de julho deste ano, foi permitida na forma dos respectivos estatutos, às Ordens Terceiras de São Francisco e de Nossa Senhora do Monte do Carmo, bem como às Irmandades da Capela de Nossa Senhora do Rosário, a permissão do enterramento em seus jazigos dos cadáveres de seus irmãos e dos filhos destes.625

Idem. É mandada construir neste ano pelo presidente bacharel Olímpio Carneiro Viriato Catão uma estrada que, partindo da vila de Itapemirim, seguisse para Minas, de conformidade com a autorização concedida pela lei provincial nº 13, de 27 de julho deste mesmo ano.626 Esta estrada foi somente executada até a fazenda do Morro Grande, seis quilômetros acima da vila do Cachoeiro, e quarenta e oito quilômetros do Itapemirim àquela localidade.

Idem. Falece neste ano, no dia 1º de novembro deste ano, o padre-mestre Dr. Inácio Rodrigues Bermude, que antecedentemente fora frade, tendo-se secularizado. Seguindo para Campos, dali, por vocação e conselhos de amigos, partiu para São Paulo a cursar as aulas de Direito onde doutorou-se, recolhendo-se a esta província donde era natural. Bom legista, sofrível orador, político extremado, representou na terra natal papel importante, sendo por ela eleito deputado geral e provincial, gozando popularidade bastante a considerar-se chefe de partido, que de si próprio tiveram seus correligionários o apelido de bermudistas. Contava 57 anos quando baixou à sepultura, sendo seu enterro muito concorrido.

Idem. É feita neste ano a estatística da vila de Nova Almeida, dando de população 2.513 almas, sendo livres 2.047, e escravos 466, havendo 328 fogos.627

 

620 “Jornal de instrução e recreio e de publicação hebdomadária (sextas-feiras) [...] Suspendeu a publicação aos 6 de novembro do mesmo ano, em virtude da saúde do diretor, reaparecendo aos 10 de fevereiro do ano seguinte. O último exemplar, de nº 50 traz a data de 3 de abril de 1858.” [Pereira, Imprensa, p. 33]

621 Ofício de Assembleia Legislativa: Comunica juramento e posse do presidente da província bacharel Olímpio Carneiro Viriato Catão. 18 de Julho de 1857.

622 “Faleceu na província em 23 de abril de 1858.” [Vasconcelos, Ensaio, p. 66]

623 “Em 1857, tendo Sr. Olímpio Carneiro Viriato Catão, presidente do Espírito Santo, manifestado ao vice-presidente de Minas, Sr. Joaquim Delfino Ribeiro da Luz, desejo de melhorar e alterar [ilegível] as estradas de comunicação de Minas Gerais com as do Espírito Santo...” [Nery, Lembranças, p. 136]

624 Rocha, Viagem, p.131

625 (a) Lei provincial nº 9, de 23 de julho de 1857, Art. 1º: Foi permitida na formas dos devidos estatutos às Ordens Terceiras de São Francisco e de Nossa Senhora do Monte do Carmo, bem como à Irmandade de N. S. do Rosário, o enterramento nos seus jazigos dos irmãos e dos filhos destes. (b) Resumo das obrigações que têm as Irmandades desta capital, 1853, capítulo XIII, p. 10, dos sufrágios dos irmãos e seu enterramento, Art. XLVIII: “Terá a irmandade as mesmas sepulturas, que pertenciam a Irmandade outrora existente deste Convento.” 27 de novembro de 1853.

626 Lei provincial nº13, de 8 de julho de 1857, Art. 1º: É mandado construir uma estrada partindo da vila de Itapemirim para as Minas.

627 “Termo da Serra – Distrito de Nova Almeida, 2.513.” [Relatório que o Exm. Sr. barão de Itapemirim, 1º vice-presidente da província do Espírito Santo, apresentou..., 25 de maio de 1857, Anexos, p. 6] 

 

 

Nota: 1ª edição do livro foi publicada em 1879
Fonte: Província do Espírito Santo - 2ª edição, SECULT/2010
Autor: Basílio Carvalho Daemon
Compilação: Walter de Aguiar Filho, dezembro/2018

 

 

Igrejas

A Igreja de Santiago – Governo Jerônimo Monteiro

A Igreja de Santiago – Governo Jerônimo Monteiro

A reforma administrativa do Estado, operada por Jerônimo Monteiro, exigiu mais espaço para as repartições públicas

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Ano de 1859 – Por Basílio Daemon

É criada no distrito do Aldeamento Imperial Afonsino (no Rio Pardo) uma freguesia com o título de São Pedro de Alcântara, tendo sido a igreja erigida alguns quilômetros do lugar já denominado   

Ver Artigo
Ano de 1857 – Por Basílio Daemon

Foi permitida às Ordens Terceiras de São Francisco e de Nossa Senhora do Monte do Carmo e Irmandades da Capela de Nossa Senhora do Rosário, a permissão do enterramento em seus jazigos  

Ver Artigo
Ano de 1855 – Por Basílio Daemon

É um templo bem acabado, construído sobre sólidas bases, e zelo verdadeiramente evangélico do capuchinho frei Paulo Antônio de Casas Novas, então vigário da dita freguesia 

Ver Artigo
Ano de 1846 – Por Basílio Daemon

Lei provincial nº 9, de 21 de julho de 1846, Art. 1º: É aprovada a criação da freguesia de Queimados sob o título de São José do Queimado

Ver Artigo
Igreja e representação parlamentar na República

Os assuntos eclesiásticos continuavam na dependência do bispado do Rio de Janeiro

Ver Artigo