Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Donatários e Capitães-Mores do Espírito Santo

Vasco Fernandes Coutinho, primeiro Donatário da Capitania do ES

Governantes do Espírito Santo no período Colonial:

I – Governo dos Donatários (1535 1718)

a) – Família Donatária dos Coutinhos: (1535 a 1675)

1 – Vasco Fernandes Coutinho – 1535 a 1561
Capitão-mor:
Belchior de Azevedo – 1561 a 1564

2 – Vasco Fernandes Coutinho Filho – 1564 a 1589
Luísa Grinalda – Vitória – 1589 a 1593
Capitão-mor:
Miguel de Azeredo – 1593 a 1605

3 – Francisco de Aguiar Coutinho – 1605 a 1627
Capitães-mores:
Manuel de Escobar Cabral – 1627 a 1630
Francisco Alemão de Cisneiros – 1630 a 1635
Domingos Barbosa de Araújo – 1635 a 1636
Antônio do Canto de Almeida – 1636 a 1640
João Dias Guedes – 1640 a 1643

4 – Ambrósio de Aguiar Coutinho da Câmara – 1644 a 1648
Capitão-mor:
Antônio do Canto de Almeida – 1644 a 1648

5 - Antônio Luis Gonçalves da Câmara Coutinho – 1648 a 1675
Filipa de Meneses – Mãe e Tutora
Capitães-mores:
Francisco Grizantes da Gama – 1648 a 1651
Simião de Carvalho – 1651 a 1655
João de Almeida Rios – 1656 a 1660
Dinis Lobo – 1661 a 1662
José Rabelo Leite – 1662
Dinis Lobo – 1662 a 1663
José Lopes – 1663
Brás do Couto de Aguiar – 1663 a 1664
Diogo de Seixas Barraca – 1664 a 1667
Antônio Mendes de Figueiredo – 1667 a 1671
José Gonçalves de Oliveira – 1671 a 1675

Donatários e Capitães-mores

b) – Família Donatária Araújo (1675 a 1718)

1 – Francisco Gil de Araújo – 1675 a 1685

2 – Manuel Garcia Pimentel – 1685 a 1711
Capitães-mores:
Manuel de Morais – 1682 a 1688
Manuel Peixoto da Mota – 1688 a 1689
João de Velasco e Molina – 1689 a 1694
José Pinheiro de Barbuda – 1694 a 1699
Francisco Monteiro Morais – 1699 a 1701
Francisco Ribeiro de Miranda – 1701 a 1705
Álvaro Lobo Contreiras – 1705 a 1709
Francisco de Albuquerque Teles – 1709 a 1710
Manuel Correia de Lemos – 1710 a 1716

3 – Cosme Rolim de Moura – 1711 a 1718
Capitão-mor:
João de Velasco e Molina – 1716 a 1721

II – Capitania da Coroa (1718 a 1822)

a) – Capitães-mores:
Antônio de Oliveira Madail – 1721 a 1724
Dionísio Carvalho de Abreu – 1724 a 1726
Antônio Pires Forsas – 1726 a 1731
Silvestre Cirne da Veiga – 1731 a 1740
Domingos de Morais Navarro – 1740 a 1745
Estêvão de Faria Delgado – 1745 a 1748
Martinho da Gama Pereira – 1748 a 1751
José Gomes Borges – 1751 a 1755
Duarte Fernandes Lobo – 1755 a 1758
Gonçalo da Costa Barbalho – 1758 a 1761
Anastácio Joaquim Moita Furtado – 1761 a 1768
Raimundo da Costa Vieira – 1768 a 1770
José Ramos dos Santos – 1770 a 1775
Álvaro Correia de Morais – 1775 a 1779
Anastácio Joaquim Moita Furtado – 1779 a 1781
Álvaro Correia de Morais – 1781 a 1782
Inácio João Monjardim – 1782 a 1798
Manuel Fernandes da Silveira – 1798 a 1800

b) – Governadores da Capitania do Espírito Santo subalternos ao governo da Bahia:
Antônio Pires da Silva Pontes Pais Leme e Camargo – 1800 a 1804
Manuel Vieira da Silva Tovar e Albuquerque – 1804 a 1811

c) – Governadores da Capitania do Espírito Santo independentes do Governo da Bahia:
Francisco Alberto Rubim da Fonseca e Sá Pereira – 1812 a 1819
Baltazar de Souza Botelho de Vasconcelos – 1819 a 1822

NOTA: Esta tabela de governantes do Espírito Santo do período colonial foi elaborada, em primeira mão, pelo professor João Eurípedes Franklin Leal, com base em seus estudos e pesquisas em Portugal, com a ajuda da Fundação Calouste Gulbenkian, de Lisboa.

 

Fonte: Jornal A Gazeta, A Saga do Espírito Santo – Das Caravelas ao século XXI – 20/05/1999

Pesquisa e texto: Neida Lúcia Moraes e Sebastião Pimentel

Edição e revisão: José Irmo Goring

Projeto Gráfico: Edson Maltez Heringer

Diagramação: Sebastião Vargas

Supervisão de arte: Ivan Alves

Ilustrações: Genildo Ronchi

Digitação: Joana D’Arc Cruz    

Compilação: Walter de Aguiar Filho, julho/2016


História do ES

Donatários da capitania do ES - Por Basílio Daemon

Donatários da capitania do ES - Por Basílio Daemon

Donatários da capitania, capitães-mores, ditos regentes e outros governadores, governadores da capitania, membros do governo da junta provisória, membros do conselho do governo

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

A Fundação de Vitória

Aquela provisão lança por terra a tradição de que foi o triunfo alcançado pelos ilhéus a 08/09/1551 que deu nome a Vitória

Ver Artigo
Por que Morro do Moreno?

Desde o início da colonização do Espírito Santo, o Morro do Moreno funcionava como posto de observação assegurando a defesa de Vila Velha e de Vitória

Ver Artigo
Jesuítas no Espírito Santo

Em 1549 partiram da Bahia – escalaram no porto da “povoação do Espírito Santo” Leonardo Nunes e Diogo Jácome

Ver Artigo
Origem do nome das cidades do ES

Muitas vezes, por um simples motivo, surge a origem do nome de uma cidade, como por exemplo, o hábito dos moradores de tomar um cafezinho que, de tão ralo, mais parecia água doce. Daí veio o nome da cidade de Água Doce. E o nome da cidade de Águia Branca, de onde surgiu essa idéia? 

Ver Artigo
Araribóia X Villegagnon

Araribóia, comandante de duzentos temiminós que o Espírito Santo mandou à luta contra os franceses de Villegagnon

Ver Artigo