Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Feijão tropeiro

Na Festa do Tropeiro em Ibatiba, é feito o maior feijão tropeiro, a exemplo do que acontece na Festa da polenta, em Venda Nova. Confira essa deliciosa receita!

Ingredientes:

500 g de toucinho para torresmo (barrigada)
500 g de feijão
sal a gosto
1 xícara (chá) de cebolinha verde picada
2 xícaras (chá) de farinha de mandioca
3 dentes de alho amassados
3 cebolas médias fatiadas
3 colheres (sopa) de manteiga
1 maço de couve-manteiga
500 g de lingüiça de porco
½ colher (sopa) de fermento em pó
1 colher (sopa) de álcool

Modo de Fazer:

Lave o feijão, coloque-o numa panela de pressão com 1 litro de água e leve ao fogo por 30 minutos, sem deixar que cozinhe demais. Os grãos devem ficar inteiros e mais duros do que de costume.

Retire da panela e coe imediatamente, para interromper o cozimento. Reserve.

Corte o toucinho em cubos, coloque numa tigela, junte o sal, o álcool e o fermento e misture. Numa panela, coloque 1/2 copo de água, adicione os cubinhos de toucinho e frite-os em fogo baixo. Quando amarelar (mas ainda estiver claro), retire o torresmo do fogo, coloque sobre uma peneira e deixe escorrer.

Em seguida, aqueça muito bem a gordura que ficou na panela, coloque o torresmo escorrido e frite até dourar. Tome cuidado para que não fique muito escuro e amargo. Coloque sobre papel absorvente e reserve.

Pique a lingüiça de porco, coloque-a numa frigideira e refogue, pingando um pouco de água, de vez em quando, para que frite em sua própria gordura. Reserve.

Limpe, lave e seque as folhas de couve. Sobreponha as folhas, enrole e corte em tiras bem finas. Coloque na mesma panela em que foi preparada a lingüiça e refogue. Acerte o sal e reserve.

Numa frigideira, derreta a manteiga, junte a cebola e o alho e refogue até a cebola dourar. Acrescente a farinha de mandioca, misture e, sem parar de mexer, deixe torrar. Adicione o feijão, a lingüiça e a couve e misture. Coloque a cebolinha, acerte o sal e deixe no fogo por mais 2 minutos, mexendo sempre.

Transfira para uma cumbuca ou travessa, adicione os torresmos, misture e sirva. Se preferir, sirva os torresmos à parte.

LINKS RELACIONADOS:

>> Ibatiba
>> Tropeiros 
>> Culinária Capixaba

Culinária Capixaba

Culinária Capixaba - Cação do Lameirão à Vitória

Culinária Capixaba - Cação do Lameirão à Vitória

Veja a receita do Cação do Lameirão à Vitória, conforme está no livro "Segredos da Cozinha Capixaba", lançado em 1974 e reeditado em 2007 por Cacau Monjardim, autor da frase "Moqueca só capixaba, o resto é peixada!".

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

A Tradição da Torta Capixaba – Por Areobaldo Lellis Horta

Uma tradição existe, que lhe é própria, que lhe pertence por inteiro e cujas origens aprofundam raízes em épocas imemoriais. Essa tradição é a TORTA

Ver Artigo
A Origem da Torta Capixaba no ES

Há registro em a Gazeta da Victoria, edição de 28 de março de 1878, divulgava-se: “aos amantes das Tortas. Camarões secos na casa de negócio Casilhas, à rua de São Diogo”

Ver Artigo
Culinária Capixaba - CALDEIRADA

Parafraseando o escritor Deomar Bittencourt, nós, no Espírito Santo, achamos que só quem sabe preparar peixe é o capixaba

Ver Artigo
Receita da Moqueca Capixaba

A moqueca capixaba é um prato conhecido no país inteiro pelo seu sabor. O prato que é a cara do Espírito Santo!

Ver Artigo
Moquecas e peixadas – Por Cacau Monjardim

Do hábito indígena de "moquear" o peixe, nossos antepassados, de pai para filho, foram melhorando a técnica de preparo

Ver Artigo