Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando desde 2000 a Cultura e História Capixaba

Bibliotecas - As 10 mais importantes

Biblioteca Pública do Estado

1) A Biblioteca Pública do Estado. Fundada em 16-6-1855, pelo Presidente da Província Dr. Sebastião Machado Nunes. A sua história já foi escrita e publicada em 1955 quando da comemoração de seu Centenário em o jornal “A Gazeta”, em sua edição de 20 de dezembro daquele ano. É a maior do Estado. Possuía em 1959 para mais de 95 mil volumes, dos quais 80 mil já devidamente catalogados.

 

2) Biblioteca Municipal de Vitória. Foi instalada em 2-12-1941 pelo Prefeito Dr. Américo Poli Monjardim. Vem merecendo a atenção de todos os Prefeitos que lhe sucederam e com a constante atualização de seu acervo e ampliação de suas instalações. Muito frequentada por estudantes, dada a sua seção especializada em livros didáticos.

 

3) Biblioteca do Tribunal de Justiça. Foi iniciada pelo Presidente Des. Antônio Ferreira Coelho em 1907. Grandemente ampliada, teve instalação condigna na Presidência do Desembargador Oscar Farias Santos, em 1932. Foi reformada e enriquecida em 1953 com a doação da Biblioteca particular do Des. Otávio de Carvalho Lengruber feita pela sua família, em cumprimento de seu último desejo. Em 1954, o Presidente Des. Eurípedes Queiróz do Valle criou nela uma nova seção com a aquisição de coleções brasileiras e portuguesas de clássicos da língua.

 

4) Biblioteca da Assembleia Legislativa. Iniciada pelo Deputado Dr. Paulo Júlio de Mello em 1908, foi organizada em 1920 pelo Presidente Deputado Dr. Alarico de Freitas, recebendo, em 1935, do Deputado General Carlos Marciano de Medeiros a sua organização definitiva. Com a reforma total do edifício, o atual Presidente, Deputado Hilário Toniato, deu-lhe novas e modernas instalações com entrada independente para o público.

 

5) Biblioteca do Instituto Histórico e Geográfico. Foi iniciada em 1918 pelo Presidente Dr. Antônio Francisco de Athayde, sendo então dirigida pelo 2º Secretário da Casa, Professor Adolfo Fernandes de Oliveira. É, na sua especialidade, a maior do Estado. Em 1953, o Presidente Eurípedes Queiroz do Valle criou nela a seção de livros de autores e de assuntos espírito-santenses. Aguarda-se a construção da nova sede do Instituto para a sua instalação definitiva em dependência própria.

 

6) Biblioteca da Academia Espírito-santense de Letras. Foi iniciada em 1943 pelo então Presidente Eurípedes Queiroz do Valle. Em 1945, foi grandemente enriquecida com a doação da Biblioteca particular do escritor e acadêmico Saul de Navarro (Álvaro Henrique Moreira de Souza), feita por sua Exmª. Viúva em cumprimento de seu último desejo. Passou a constituir uma seção especial com o nome de seu doador. Apaixonado pela literatura ibero-americana, essa doação tornou a Biblioteca da Academia uma das mais ricas em livros de língua espanhola. Aguarda-se a nova sede da Academia para ser novamente aberta ao público.

7) Biblioteca da Faculdade de Direito da Universidade Federal. Iniciada em 1963 pelo Prof. Dr. Heráclito Amâncio Pereira. Foi reorganizada e aumentada pelo então Diretor Prof. Koshiuscko Barbosa Leão. Quando na direção do Estabelecimento, o Prof. Eurípedes Queiróz do Valle, em 1966, recebeu do Prof. e Filólogo, Dr. Guilherme Santos Neves, preciosa doação que passou a constituir uma seção especial com o nome do doador. Em homenagem ao saudoso Prof. Desembargador José Vicente de Sá foi a mesma instalada na sala que tinha o seu nome.

 

8) Biblioteca da Associação de Juristas. Instalada em 11-8-1945 em comemoração a mais um aniversário da fundação dos Cursos Jurídicos no Brasil. Constituiu-se inicialmente com a oferta de livros de Advogados, Juízes e Professores de Direito, membros fundadores da Associação. Recebeu em 1946 preciosa oferta do então Bibliotecário Prof. Dr. José Monjardim Filho. O Presidente Eurípedes Queiroz do Valle, quando Diretor do Fórum da Capital, cedeu uma das dependências do edifício para sua instalação, permitindo o seu uso por Advogados, Juízes e estudantes de Direito.

 

9) Biblioteca do Colégio Estadual. Foi iniciada em 1918 com a oferta de livros dos próprios Professores. Foi definitivamente organizada e ampliada pelo então Diretor do Colégio Dr. Aristeu Borges de Aguiar, que lhe dedicou um especial cuidado, dotando-a de uma completa seção de livros e obras didáticas. Todos os seus Diretores, de acordo com as verbas de que dispõem, vêm atualizando o seu acervo para melhor servir aos estudantes e preencher a sua finalidade.

 

10) Biblioteca Central da Universidade Federal. Está em formação. Espera a Reitoria a conclusão do edifício que lhe está reservado, no Campus Universitário, para reunir nele todas as Bibliotecas privativas das diversas Escolas e Faculdades que a integram.

 

Fonte de estudo: “Bibliotecas”. Dicionário Informativo do Estado do Espírito Santo. Vitória, 1959. Discurso do Dr. Celso Calmon Nogueira da Gama Filho, Diretor da Biblioteca Pública do Estado, por ocasião da inauguração da 4ª Exposição do Livro Capixaba, comemorativa do 1º Centenário da Instituição, em junho de 1955. “Bibliotecas Públicas do Estado”. Reportagem do Prof. Luiz Malizec, publicada em “A Tribuna” de outubro de 1938.

 

Academia Espírito-Santense de Letras

Ester Abreu Vieira de Oliveira (Presidente)

João Gualberto Vasconcellos (1° Vice-Presidente)

Álvaro José Silva (1° Secretário)

Marcos Tavares (1° Tesoureiro)

Secretaria Municipal de Cultura - Prefeitura de Vitória

Lorenzo Pazolini (Prefeito Municipal)

Estéfane da Silva Franca Ferreira (Vice-Prefeita)

Luciano Pícoli Gagno (Secretário Municipal de Cultura)

Elizete Terezinha Caser Rocha (Coordenadora da Biblioteca Municipal Adelpho Poli Monjardim)

Conselho Editorial

Adilson Vilaça

Álvaro José Silva

Ester Abreu Vieira de Oliveira

Elizete Terezinha Caser Rocha

Fernando Achiamé

Francisco Aurelio Ribeiro

Getúlio Marcos Pereira Neves

Organização e Revisão

Francisco Aurelio Ribeiro

Capa e Editoração

Douglas Ramalho

Impressão

Gráfica Espírito Santo

Imagens

Arquivos Pessoais

 

Fonte: O Estado do Espírito Santo e os Espírito-santenses - Dados, Fatos e Curiosidades (os 10 mais...) - 4° Edição (Reedição da 3ª ed. de 1971)
Autor: Eurípedes Queiroz do Valle
Compilação: Walter de Aguiar Filho, Maio/2022

Especiais

Homenagem de Renato Pacheco para Heribaldo Balestrero

Homenagem de Renato Pacheco para Heribaldo Balestrero

Em minha mocidade tornei-me amigo dos maiores intelectuais vitorienses, entre estes nomes, posso incluir, também o do historiador HERIBALDO LOPES BALESTRERO

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Viagem ao Espírito Santo (1888) - Princesa Teresa da Baviera (PARTE VI)

Um pouco mais tarde, ouvimos a voz exótica de uma saracura, isto é, de um raleiro que poderia ser uma Aramides chiricote Vieill

Ver Artigo
A possível verdadeira história da tragédia da Vila Rubim - Adilson Vilaça

Bernardino Realino pode ser invocado como protetor de certas categorias de cidadãos, que julgam poder contar com poucos santos

Ver Artigo
Bibliotecas - As 10 mais importantes

1) A Biblioteca Pública do Estado. Fundada em 16-6-1855, pelo Presidente da Província Dr. Sebastião Machado Nunes.

Ver Artigo
Atividades Pioneiras - As 10 mais importantes

2) Advogados no Tribunal. Partiu da Constituição Espírito-santense de 1892 a prerrogativa dada hoje aos Advogados de participarem da composição dos Tribunais   

Ver Artigo
A origem da Praia da Costa

Ao tomar posse da Capitania do Espírito Santo em 1535, Vasco Fernandes Coutinho reservou para si uma área que veio a ser conhecida como " Fazenda da Costa".

Ver Artigo