Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando desde 2000 a Cultura e História Capixaba

Monumento a Florentino Avidos

Florentino Avidos - Foto: Walter de Aguiar Filho, julho/2011

O Monumento: é constituído por um busto de bronze sobre pedestal de granito. Iniciativa do povo.

Localização: Praça Costa Pereira

Ato Inaugural: Foi inaugurado em 30 de junho de 1928, último dia do governo do Homenageado.

Inscrição: “Ao Presidente Avidos” – O Povo – Vitória, 30 – VI – 928”

Personalidade: Temperamento retraído, sem as fáceis expansões com que, de ordinário, os homens públicos costumam cortejar a popularidade, Dr. Florentino Avidos, malgrado isso, conquistou-a, impondo-se à veneração e simpatia de nosso povo, pela norma que traçou no trato dos negócios públicos e privados.

Quem pretende, no futuro, estudar, sem paixão, a influência exercida pela sua ação governamental, há de reconhecer que o traço mais sugestivo e característico de sua orientação, foi, sem dúvida, o cunho iminentemente pessoal que S. Excia. Sempre emprestou à solução das questões, que solicitasse ou dependesse de seu pronunciamento.

Governou o Estado no quatriênio 1924 – 1928. Continuou a obra de seu antecessor cujo plano geral havia ajudado a elaborar. Cercou-se de uma equipe de jovens engenheiros a começar pelo seu filho Dr. Moacir Avidos a quem entregou a Prefeitura da Capital e depois a Secretaria da Viação e Obras Públicas, então considerada a mais importante da Administração. Reconstruiu, em bases modernas, a Capital, alargando e retificando ruas, abrindo Praças, ampliando Jardins, substituindo velhas ladeiras por artísticas escadarias ornamentais, construindo edifícios públicos modernos, etc. Deve-se-lhe a construção das duas maiores pontes do Estado: a que veio ligar a capital ao continente que hoje tem o seu nome e a da Cidade de Colatina, sobre o Rio Doce, numa extensão aproximada de mil metros. (908). Essa duas pontes integraram, por assim dizer, a base física territorial do Estado então dividida em duas metades e marcaram o início do grande surto de progresso e prosperidade não só da Capital, cujo acesso facilitou, como da metade Norte do Espírito Santo até então isolada e deserta. Para essa zona afluíram, desde logo, levas e levas de agricultores que transformaram o Município de Colatina no maior produtor de café do Brasil e a sua sede num dos grandes centros comerciais e industriais do Estado. Reconstruiu a aumentou consideravelmente a sua rede rodoviária ligando a Capital à sede de todos os seus Municípios.

 

 

Fonte: Catálogo dos Monumentos Históricos e Cultural da Capital – Vitória – ES
Autor: Willis de Faria (o catálago foi por ele doado à Casa da Memória em 27-03-93)
Foto: Sérgio Lobos Martins e Flávio Lobos Martins Filho
Capa: Eugênio G. Herkenhoff
Compilação e foto atual: Walter de Aguiar Filho, julho/2011 



GALERIA:

📷
📷


Monumentos

O Exército: 38º BI.

O Exército: 38º BI.

O 38º BATALHÃO DE INFANTARIA, localizado em Vila Velha - ES, foi criado em 19 de abril de 1851, na cidade de Salvador - BA

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Orografia - As 10 mais altas Montanhas do Espírito Santo

Mestre Álvaro (ou Alvo). É uma bela montanha que se ergue, isolada, em extensa planície, ao norte da cidade de Vitória, no vizinho Município da Serra 

Ver Artigo
Grandes Construções - As 10 mais destacadas por Eurípedes Queiroz do Valle

Situa-se na Ponta de Piranhém ou Tubarão que lhe dá o nome no extremo norte da baía de Vitó­ria

Ver Artigo
O Farol de Regência - Por Geraldo Magela

O farol foi inaugurado no dia 15 de novembro de 1895, no governo Muniz Freire, que defendeu na Câmara do De­putados a necessidade de sua instalação

Ver Artigo
O Itabira e o Frade e a Freira - Por Gabriel Bittencourt

O Itabira: esguio monólito que os cachoeirenses fizeram símbolo da cidade, e os intelectuais de sua Academia de Letras transformaram-no no seu escudo e emblema

Ver Artigo
Praça João Clímaco

Localizada em frente ao Palácio Anchieta, a Praça João Clímaco, ex-praça Afonso Brás, foi durante três séculos chamada ora como largo do Colégio, ora largo Afonso Brás

Ver Artigo