Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando desde 2000 a Cultura e História Capixaba

Quadro que retrata a Ilha de Vitória

Pintura de Hans Nobauer - Ilha de Vitória no início do século XX

O quadro que retrata a Ilha de Vitória no início do século XX mede 4,21m X 1,35m e fica no Salão Nobre da Prefeitura. Conta-se que seu autor, o alemão Hans Nobauer, seria um marinheiro inglês que, depois de uma noitada, perdeu a hora de embarcar em seu navio. Deixado para trás, o marinheiro ficou por aqui, pintando quadros. Mas a historiadora da arte Almerinda Lopes desmonta essa versão, lembrando que Nobauer era um artista atuante no país, que chegou a participar do Salão Nacional de Belas Artes de 1931.

 

Nota do Site: Pelas fotos ilustrativas, pode-se chegar à conclusão de que o artista retratou a Ilha de Vitória lá do alto do Penedo

 

Fonte: Jornal A GAZETA de 13/11/2005 - Almanaque por Adriana Bravin
Foto da Pintura: Edson Chagas
Fotos Ilustrativas: Carlos Botelho
Compilação: Walter de Aguiar Filho, agosto/2011



GALERIA:

📷
📷


Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Lembranças, Presentes e Souvenires do ES - Os 10 mais curiosos (1971)

Biscoitos Alcobaça.  São produtos da Fábrica Alcobaça, de propriedade da firma “Rami­ro S.A. Indústria e Comércio”, instalada no Município de Espírito Santo (Vila Velha), com depósitos em Vitória

Ver Artigo
Características Naturais do Espírito-Santense - Por Eurípedes Queiroz do Valle

1) A saudação. Trata-se de uma exclamação de cunho amistoso, usada para saudar amigos e conhecidos. É representada por um “Ei!” pronunciado com uma en­tonação especial de voz

Ver Artigo
Histórico dos Tamancos e Uma Guerra - Por Ester Abreu Vieira de Oliveira

Em tempos passados, o povo andava descalço e o tamanco se impôs como meio de proteção na realização de trabalhos agrícolas

Ver Artigo
Marta Wolkartt: Deus no Céu e Dona Marta em Santa Teresa

No distrito de Vinte e Cinco de Julho, Santa Teresa, a alemã Marta Wolkartt fez história no século XIX ao atuar como um 'coronel de saias' 

Ver Artigo
Banho na Maré – Por Edward Athayde D’Alcântara

Hoje, o local seria do outro lado onde está o Shopping da Costa. Brincávamos de “boto e tainha”

Ver Artigo