Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Chácara do Vintém - Por Elmo Elton

No governo de Florentino Avidos, desapropriados os terrenos da Chácara do Vintém, foram abertas as ruas Deocleciano de Oliveira, Aristides Freire e do Vintém, as três com entrada pela Graciano Neves - Mapa: Google

No governo de Florentino Avidos, desapropriados os terrenos da Chácara do Vintém, foram abertas as ruas Deocleciano de Oliveira, Aristides Freire e do Vintém, as três com entrada pela Graciano Neves.

Deocleciano Nunes de Oliveira (1870-1919), educador de renome, patrono da cadeira n° 11 da Academia Espírito-santense de Letras, foi diretor da Escola Normal, tendo organizado, no governo de Jerônimo Monteiro, o Arquivo Público, cuja inauguração ocorreu a 24 de fevereiro de 1910.

Aristides Brasiliano de Barcellos Freire (1849-1922), educador e teatrólogo, patrono da cadeira n° 10 da Academia Espírito-santense de Letras, foi figura de merecido destaque na vida cultural da cidade, daí a justa homenagem que lhe prestou a municipalidade de Vitória, dando seu nome a uma das artérias centrais desta capital.

O vintém "era moeda nobre, usava-se no bolso do colete e valia muito no mercado de mantimentos, sendo que, em decorrência da desvalorização da moeda nacional, três vinténs passaram a valer quatro, e quatro tiveram o valor de um tostão".

Datam, também, do governo de Florentino Avidos, as ruas Alziro Viana e Dr. Antônio Aguirre; a primeira dividida em duas seções, começa na Chácara do Vintém e se prolonga até a chácara do Moniz, a segunda parte da rua do Rosário e termina na chácara do Moniz. Ambas enladeiradas e tortuosas.

Alziro Viana (+ 1927) teve vida política, exercendo cargos de relevo na administração do Estado.

Antônio Gomes Aguirre (1859-1928), médico, patrono da cadeira n° 34 da Academia Espírito-santense de Letras, era tido como amigo dos pobres, "uma figura tradicional da história, da política e da sociedade capixaba", segundo informam seus biógrafos.

 

Fonte: Logradouros antigos de Vitória, 1999 – EDUFES, Secretaria Municipal de Cultura
Autor: Elmo Elton
Compilação: Walter de Aguiar Filho, outubro/2017

História do ES

Visita do Imperador ao ES – 1860

Visita do Imperador ao ES – 1860

SS. MM. desembarcavam ao meio-dia. A esta hora todas as autoridades civis e militares, sacerdotes, estavam no Cais das Colunas esperando SS. MM.

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Viajantes Estrangeiros ao ES – Auguste François Biard

Na relação dos principais viajantes estrangeiros ilustres que estiveram em nosso país, no segundo meado do século dezenove, sem muito destaque, inclui-se o nome do pintor francês — Auguste François Biard

Ver Artigo
Viajantes Estrangeiros ao ES – Jean-Jacques de Tschudi

"No dia seguinte, a comitiva regressou a Vitória, onde o presidente Sousa Carvalho já havia providenciado uma canoa grande e cinco remadores, escravos, para subirem o curso caudaloso do rio Santa Maria, até a colônia de Santa Leopoldina"...

Ver Artigo
Palácio das Águias

A Barra do Itapemirim, em Marataízes, é um antigo núcleo de povoação fundado no ano de 1771 pelos portugueses 

Ver Artigo
Festival de Verão de Guarapari Janeiro 1971

A ideia tinha partido de dois jornalistas, Antônio Alaerte e Rubens Gomes Filho

Ver Artigo
Mais nomes curiosos de ruas de Vitória

RUA DO FOGO ou CARAMURU - Foi conhecida por Ladeira do Quebra-Bunda, pois com leito em pedra, muito íngreme e sempre molhada por infiltrações, era bastante escorregadiça

Ver Artigo