Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

O ICM na Constituição Federal de 1967 – Por Eurico Rezende

Capa do Livro: Memórias - Por Eurico Rezende, 1988

EMENDA N° 857

Art. 24. Compete aos Estados e ao Distrito Federal decretar imposto sobre:

...........

II — operações relativas à circulação de mercadorias.

...........

§ 7° Do produto da arrecadação do imposto a que se refere o item II, oitenta por cento constituirão receita dos Estados e vinte por cento, dos Municípios. As parcelas pertencentes aos Municípios serão creditadas em contas especiais, abertas em estabelecimentos oficiais de crédito, na forma e nos prazos fixados em lei federal". (ANAIS da Constituição de 1967 — vol. VI, tomo II.)

Minha emenda se justificava, porque objetivava evitar que aquilo que se achava expresso no inciso II do art. 23 do projeto se transformasse em coisa inteiramente diversa. Por outras palavras, diríamos que o ICM, instituído no inciso II do referido dispositivo em favor dos Estados e dos Municípios, deixaria de ser, porque, operada a sua arrecadação por parte dos Estados, estes teriam a livre disposição de sua quota-parte, ou seja, 80% do arrecadado, enquanto os 20% restantes, pertinentes aos municípios, passariam a constituir apenas suprimentos de um Fundo em favor deles. O seu pagamento, distribuição ou entrega ficariam em depósito naquilo que mencionado artigo denominava:

"...conta Fundo Estadual de Participação dos Municípios..."

Deduz-se daí, antes de mais nada, que o pagamento do que viesse a caber, em cada exercício, a tal ou qual município, poderia ser feito mediante bons ou maus critérios adotados pelos Estados, que teriam liberdade de pagar ou recolher aos cofres municipais o que lhes seria devido, mediante as preferências resultantes da discriminação político-partidária. Não é de admitir-se que, no texto constitucional, se insira tal regra, tanto mais quando se cuida de renda, cujas linhas de disciplinação se devem definir em termos inequívocos, para evitar ou obstar que uma entidade autônoma, de direito público, como, na hipótese, o Município, viesse a sofrer restrição ou embaraços de outra — o Estado — no tocante aos meios indispensáveis aos fins que lhe incumbem, quais os deveres de administrar a área onde realmente vive o povo — o Município.

A emenda evitou, assim, que se criasse mais um perigoso condicionamento de nossas comunidades por parte dos Estados, em matéria de decisivo alcance financeiro.

Lembro-me das vigorosas pressões que governadores do meu partido fizeram contra minha emenda, que lhes tirava das mãos um poderoso instrumento de manobra política. Mas venceram o bom senso e a isenção.

 

Nota do Site: Atualmente, com base na Constituição Federal de 1988, estabeleceu-se que 25% da arrecadação do ICMS ficam com o Município restando 75% para o Estado

 

Fonte: Memórias – Eurico Rezende– Senado Federal, 1988
Compilação: Walter de Aguiar Filho, setembro/2018

Variedades

O último carro de boi da Vila do Calçado – Por Pedro Teixeira

O último carro de boi da Vila do Calçado – Por Pedro Teixeira

Zé Bicuíba, na entrada da vila, onde começava o calçamento de paralelepípedos, teve a primeira decepção

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

O Dia Internacional da Mulher - Origem

Queremos registrar aqui o nosso agradecimento a todas as mulheres que contribuem com este site, seja enviando fotos especiais e antigas, textos, ou sugerindo matérias através do nosso Fale Conosco. Comemoramos esse dia com vocês, pois sabemos que fazemos parte da vida de um grupo de mulheres especiais

Ver Artigo
A História do Carnaval

Foi em fins do século XIX e início do séc. XX que o carnaval do Brasil começou a conquistar fisionomia própria: nessa época já declinava o carnaval europeu

Ver Artigo
Fim da era dos chafarizes - Por Celso Caus

Primeira década do século XX – Captação das águas na cabeceira do Rio Duas Bocas e construção do primeiro reservatório da capital

Ver Artigo
Uma mensagem de Natal

A Mamãe Noel de Vila Velha me traz de volta o sentido de Natal, ao colocar uma roupa vermelha e um gorro vermelho e se transformar em puro encantamento

Ver Artigo
Cachaça Thimotina - Agroturismo Cultural

Fundada em 1915, por Francisco Thimóteo Dias, a Thimotina é considerada entre os apreciadores, uma das cachaças de maior qualidade do Brasil

Ver Artigo