Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando desde 2000 a Cultura e História Capixaba

Curiosidades Espírito-santenses - Por Eurípides Queiroz do Valle - VI

Eurípides Queiroz do Valle, foto do acervo do IHGES, modificada

O espírito-santense tem uma forma típica e original de saudar os seus conterrâneos. É uma saudação que o identifica onde quer que se encontre. É representada por um Ei! Que se pronuncia com uma entonação especial de voz, misto de admiração e alegria. Tão típica é essa maneira de saudar que, em Buenos Aires, num restaurante frequentado por brasileiros, o autor destas linhas, querendo verificar se por ali havia algum espírito-santense soltou um desses Ei! De modo a ser ouvido por todo um ângulo do salão. Um casal imediatamente se ergueu e meio surpreso procurou localizar aquela expressão. Aproximamo-nos. Era o Sr. Euclides Gráu e senhora, que, por muitos anos, residiram em Vitória, sendo ela, pertencente a tradicional família capixaba.

 

Fonte: Torta Capixaba (ensaios, crônicas, poesias...), 1962
Autor: Eurípides Queiroz do Valle
Compilação: Walter de Aguiar Filho, dezembro/2012 

Curiosidades

Nas pegadas de Hartt – Por Adelpho Monjardim

Nas pegadas de Hartt – Por Adelpho Monjardim

No Penedo encontramos restos enferrujados dos grossos argolões que, há séculos passados, serviam para amarrar as correntes que trancavam a entrada do porto, estendendo-se até o Forte de São João

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Características Naturais do Espírito-Santense - Por Eurípedes Queiroz do Valle

1) A saudação. Trata-se de uma exclamação de cunho amistoso, usada para saudar amigos e conhecidos. É representada por um “Ei!” pronunciado com uma en­tonação especial de voz

Ver Artigo
Histórico dos Tamancos e Uma Guerra - Por Ester Abreu Vieira de Oliveira

Em tempos passados, o povo andava descalço e o tamanco se impôs como meio de proteção na realização de trabalhos agrícolas

Ver Artigo
Marta Wolkartt: Deus no Céu e Dona Marta em Santa Teresa

No distrito de Vinte e Cinco de Julho, Santa Teresa, a alemã Marta Wolkartt fez história no século XIX ao atuar como um 'coronel de saias' 

Ver Artigo
Banho na Maré – Por Edward Athayde D’Alcântara

Hoje, o local seria do outro lado onde está o Shopping da Costa. Brincávamos de “boto e tainha”

Ver Artigo
Viajantes Estrangeiros ao ES – Jean de Lèry

Dos mais antigos estrangeiros que aportaram à Capitania do Espírito Santo, podermos registrar o clérigo francês reformado Jean de Lèry

Ver Artigo