Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Alemães e Pomeranos

Santa Izabel no início do Século XX

Falar da presença alemã na cultura do Espírito Santo é se dirigir obrigatoriamente para a região Serrana do Estado. Chegando lá, é necessário uma diferenciação entre o que é alemão e o que é pomerano. Apesar de terem as mesmas origens germânicas, ambas as culturas são bastantes diferentes. A começar pela língua: pomeranos falam um dialeto que é incompreensível para os falantes de alemão. Ao contrário do restante do país, onde os imigrantes de origem germânica eram alemães na sua maioria, no Espírio Santo aconteceu o contrário: a prevalência é de pomeranos.

Os alemães começaram a chegar ao Estado a partir de 1847 e fundaram a colônia de Vila Izabel. Os pomeranos, a partir de 1859. Mas em 1868, no calor da unificação alemã, o governo germânico impediu a imigração (com exceção dos pomeranos). Assim, o alemão propriamente dito permaneceu na Europa.

Você pode ler também sobre os italianos no Espírito Santo adquirindo o livro Santa Teresa - Viagem no tempo - 1873/2008, de Sandra Gasaprini.

 

Fonte: A Gazeta de 29 de agosto de 2009
Compilação: Walter de Aguiar Filho, novembro/2013
Nota do Site: Você pode ler também sobre os italianos no Espírito Santo adquirindo o livro Santa Teresa - Viagem no tempo - 1873/2008, de Sandra Gasaprini

 

LINKS RELACIONADOS:

>> Imigração no ES
>> Domingos Martins 
>> Santa Maria de Jetibá 
>> Santa Leopoldina 

História do ES

Trecho do litoral onde foi erigida a Capitania do ES

Trecho do litoral onde foi erigida a Capitania do ES

“Do rio das Barreiras à Ponta do Tubarão são quatro léguas, sobre o qual está a Serra do Mestre Álvaro; da Ponta do Tubarão à ponta do Morro de João Moreno, são duas léguas...


Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Cidade dormitório

Aos jovens que completavam o curso primário e aspiravam o primeiro emprego só restava procurá-lo em Vitória

Ver Artigo
A Mata Virgem – Por Auguste François Biard (Parte IV)

Tinham me falado, várias vezes, desde que chegara ao Brasil, de uma terrível cobra, a maior das trigonocéfalas, conhecida pelo nome de surucucu

Ver Artigo
Por que Morro do Moreno?

Desde o início da colonização do Espírito Santo, o Morro do Moreno funcionava como posto de observação assegurando a defesa de Vila Velha e de Vitória

Ver Artigo
A Ilha de Vitória – Por Serafim Derenzi

É uma posição privilegiada para superintender, como capital e porto, os destinos políticos e econômicos do Estado de que é capital

Ver Artigo
A história do Jornal A TRIBUNA

Conheça a história do jornal A TRIBUNA, publicada na resvista da Associação Espírito-Santense de Imprensa (AEI) em 12/2008

Ver Artigo