Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Capela de Santa Luzia

Capela de Santa Luzia

A Capela de Santa Luzia data do séc. XVI e é a edificação mais antiga de Vitória.

Construída em pedra e cal de ostra, coberta com telhas de barro tipo canal, era a capela particular da fazenda de Duarte Lemos, na sesmaria doada pelo primeiro donatário da Capitania do Espírito Santo, Vasco Fernandes Coutinho.

Integrada à vida religiosa da cidade, sua arquitetura colonial foi sendo ornamentada, ganhando o frontão e o altar barrocos.

Abrigou as irmandades de Nossa Senhora dos Remédios e de Santa Luzia, permanecendo em atividade até a década de 1920.

Estava em ruínas quando, em 1946, foi inscrita no livro de tombo do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, como bem cultural a ser protegido e valorizado.

Abrigou o Museu de Arte Sacra entre 1950 e 1970, e a Galeria de Arte e Pesquisa da UFES, de 1976 a 1994. Desde 1996 sedia o escritório técnico e o espaço cultural da 6ª Sub-Regional do IPHAN.

O Altar

O altar de Santa Luzia, todo em madeira pintada, remete ao estilo Barroco do século XVIII.

Na ocasião do tombamento da Capela, achava-se bastante degradado e sem a imagem da Santa, já desaparecida.

Teve sua estrutura reforçada em 1947, quando a Capela doi restaurada por André Carloni, primeiro representante do então SPHAN no Espírito Santo. A segunda restauração, concluída em 1998, incluiu a sua completa recuperação.

A restauração dos elementos artísticos revelou decorações de épocas diferentes, valorizando os vestígios encontrados. Podem ser apreciados trechos da pintura original, com motivos florais típicos do Barroco, assim como desenhos e telhas ao gosto Rococó, do séc. XIX.

As camadas de douração e de pinturas marmorizadas, por sua vez, recobrem a cor lisa da decoração original, mais simples e singela.

O Púlpito

Tribuna de onde o sacerdote fazia a pregação, durante a missa, é um elemento presente desde a construção da capela. Sua estrutura atual, construída no séc. XIX, foi restaurada em 1998.

 

Fonte: IPHAN - Ministério da Cultura

História do ES

Governo Florentino Avidos (1924-1928)

Governo Florentino Avidos (1924-1928)

Duas pontes que construiu, ligando Vitória ao continente e sobre o rio Doce, em Colatina, são marcos decisivos no progresso do Espírito Santo 

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Visita do Imperador ao ES – 1860

SS. MM. desembarcavam ao meio-dia. A esta hora todas as autoridades civis e militares, sacerdotes, estavam no Cais das Colunas esperando SS. MM.

Ver Artigo
Governança e militança na Província do ES

Os efetivos da primeira e segunda Linha, ao se inauguraro ano de 1828, totalizavam 1.849 homens, conforme se vê do quadro

Ver Artigo
Carta de doação – Limites da capitania

Em Évora, a primeiro de junho de 1534, D. João III apôs sua real assinatura à carta de doação a Vasco Fernandes Coutinho

Ver Artigo
Vitória recebe a República sem manifestação e Cachoeiro comemora

No final do século XIX, principalmente por causa da produção cafeeira, o Brasil, e o Espírito Santo, em particular, passaram por profundas transformações

Ver Artigo