Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

“Descaminhos no dinheyro” em 1650

“Descaminhos no dinheyro” em 1650

A carta do conde de Castelmelhor refere-se a diversas irregularidades no Espírito Santo, principalmente nos negócios da Justiça

Tentando o eldorado nas minas do ES

Tentando o eldorado nas minas do ES

Como quase tudo no Brasil da época girava em torno das minas, era raro o ano em que não partisse nova expedição para o interior da capitania

Jesuítas bandeirantes e morte de Francisco de Aguiar Coutinho

Jesuítas bandeirantes e morte de Francisco de Aguiar Coutinho

A 06/03/1627 já estava morto Francisco de Aguiar Coutinho, pois nessa data foi nomeado Manuel d’Escovar Cabral para governar a donataria

Outra vez os holandeses no Porto de Vitória

Outra vez os holandeses no Porto de Vitória

Sete navios comandados pelo coronel Koin alcançaram o porto de Vitória a 27/10/1627

O destacamento de infantaria - Ambrósio de Aguiar Coutinho

O destacamento de infantaria - Ambrósio de Aguiar Coutinho

O perigo que correra a segurança da capitania levou o governo português a destacar quarenta infantes de tropa regular para servirem no Espírito Santo

Um caldeireiro, a paz de Holanda e o dote da infanta - 1622

Um caldeireiro, a paz de Holanda e o dote da infanta - 1622

No que tange à situação material da capitania, em 1662, não se encontrou na Bahia caldeireiro que quisesse se passar para cá 

Jesuítas, índios e Cabo Frio

Jesuítas, índios e Cabo Frio

Após a obtenção de uma sesmaria para os seus índios – em 1610 – que sobreveio o período de prosperidade local, ainda hoje atestada pela igreja

Enfrentando e derrotando os flamengos

Enfrentando e derrotando os flamengos

A dez de março de 1625, surgiram na barra de Vitória oito naus holandesas comandadas por Pieter Pieterszoon Heyn 

Orçamento, holandeses e escravos

Orçamento, holandeses e escravos

Na opinião de Basílio Daemon, o tráfico direto de braços negros entre o Espírito Santo e África começou em fins de 1621 

O primeiro mapa do Espírito Santo

O primeiro mapa do Espírito Santo

É de justiça assinalar o levantamento, em 1612, da primeira carta geográfica do território capixaba, por Marcos de Azeredo