Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando desde 2000 a Cultura e História Capixaba

Cine-teatro Glória

Cine-Teatro Glória

A primeira apresentação registrada do cinema no estado do Espírito Santo foi no Éden Parque, onde hoje está o cine-teatro Glória, localizado perto da Praça Costa Pereira, no Centro de Vitória.

Em 1932 foi inaugurado o portentoso, para a época, cine-teatro Glória, pertencente à firma Santos & Cia., arrendatária também do teatro Carlos Gomes, transformado em sala de exibições de cinema, e do popular barracão Politeama, no Parque Moscoso, o qual, demolido, deu origem ao edifício Santa Cecília. Eram os três únicos cinemas de Vitória.

Projeto do arquiteto alemão Ricardo Wright, o cine-teatro Glória foi edificado em concreto armado, sendo que todo o cimento empregado na construção era inglês. Possui revestimento externo, em pó de pedra. Conserva resquícios da arquitetura eclética, como o uso de sacadas e balaústres, e o cuidado com coroamento do edifício, destacando-se a cúpula de cimento que marca a esquina. o Cine Teatro Glória possui mil cadeiras.

Por muito tempo teve função dupla, a de teatro e também de cinema, tendo se sobressaído na metade do século XX, a função de cinema. Era o único cinema com galerias elevadas, de onde a visão da tela de projeção era privilegiada.

Além de ter registrado a passagem de inúmeros artistas e seus maravilhosos espetáculos, o cine-teatro Glória abrigou, nos últimos tempos, o Vitória Cine Vídeo, festival de filmes e curtas que impulsionou o movimento artístico de Vitória, resgatando o centro da cidade como pólo de cultura.

 

Fontes: Catálogo de bens culturais tombados no Espírito Santo - Massao Ohno, 1991
http://www.zaz.com.br/pensarte/noticias/muitoespaco.html
http://www.sefaz.es.gov.br/painel/cine02.htm

História do ES

O soldado Santo Antônio

O soldado Santo Antônio

Em 1750, foi concedido o predicamento de paróquia à igreja de N. S. do Rosário, da vila do Espírito Santo

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

O Espírito Santo na 1ª História do Brasil

Pero de Magalhães de Gândavo, autor da 1ª História do Brasil, em português, impressa em Lisboa, no ano de 1576

Ver Artigo
O Espírito Santo no Romance Brasileiro

A obra de Graça Aranha, escrita no Espírito Santo, foi o primeiro impulso do atual movimento literário brasileiro

Ver Artigo
Primeiros sacrifícios do donatário: a venda das propriedades – Vasco Coutinho

Para prover às despesas Vasco Coutinho vendeu a quinta de Alenquer à Real Fazenda

Ver Artigo
Vitória recebe a República sem manifestação e Cachoeiro comemora

No final do século XIX, principalmente por causa da produção cafeeira, o Brasil, e o Espírito Santo, em particular, passaram por profundas transformações

Ver Artigo
A Vila de Alenquer e a História do ES - Por João Eurípedes Franklin Leal

O nome, Espírito Santo, para a capitania, está estabelecido devido a chegada de Vasco Coutinho num domingo de Pentecoste, 23 de maio de 1535, dia da festa cristã do Divino Espírito Santo, entretanto... 

Ver Artigo