Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando desde 2000 a Cultura e História Capixaba

Literatura feminina capixaba

Capa do Livro: Literatura Feminina Capixaba (1902-1950)

O maior nome feminino nas letras nacionais, na década de 20 do século passado, foi o de Maria Eugênia Celso (1890-1963), poetisa, romancista, contista, teatróloga, conferencista, fundadora do Pen Clube, filha do conde Afonso Celso. Sua carreira literária inicia-se em 1920, com Em Pleno Sonho, poesias, e suas Poesias completas foram publicadas em 1955.

Maria Eugência era líder das mulheres intelectuais de sua época, tendo participado e liderado a campanha pela profissionalização da mulher e pela valorização das causas femininas.

No Espírito Santo, algumas escritoras publicavam em jornais e, sobretudo, na revista quinzenal Vida Capichaba. Dentre os nomes de poetas que se destacam, na época, estão os de Maria Antonieta Siqueira Tatagiba (1895-1928) e Haydée Nicolussi (1905-1970).

Pode se estabelecer traços de comparação na produção poética dessas duas escritoras. Maria Eugência Celso e Maria Antonieta Tatagiba sobretudo no enfoque da imagem espetacular, a busca do duplo refletido que, em sua essência, é o da busca de uma identidade (feminina) e de uma linguagem poética própria.

Maria Antonieta Tatagiba, nascida em São Pedro de Itabapoana, interior do ES, conseguiu projeção literária num universo masculino e machista, por ter-se mantido num código feminino estabelecido pelos homens.

 

Fonte: Literatura Feminina Capixaba (1902 – 1950)
Autor: Francisco Aurélio Ribeiro
Compilação: Walter de Aguiar Filho, dezembro/2010 

 

LINKS RELACIONADOS:

 Francisco Aurélio Ribeiro

História do ES

O Quadriênio Jerônimo Monteiro

O Quadriênio Jerônimo Monteiro

Durante o quadriênio Jerônimo Monteiro, o Estado experimentou largos benefícios da ação governamental: abertura de estradas, fomento da produção agrícola, melhoria dos rebanhos bovinos, construção da usina de açúcar de Paineiras

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Fundadores de Cachoeiro de Itapemirim - João Eurípedes Franklin Leal

Grande é a discussão em torno do povoamento e fundação da atual cidade de Cachoeiro de Itapemirim

Ver Artigo
Carta a um amigo

Aristeu Borges de Aguiar comenta rapidamente a situação em Portugal, e, como que vaticinando, diz “o Mundo anda meio atrapalhado, parecendo que caminha para grandes transformações". 

Ver Artigo
Com a República, pontes, estradas, indústria e comércio

No Espírito Santo, como nas demais províncias do Império, o movimento republicano foi pequeno. Em 23 de maio de 1887, foi fundado o primeiro clube republicano do Espírito Santo

Ver Artigo
Viagens à Capitania do ES - Por Bruno César Nascimento

Expedições às terras capixabas feitas pelo príncipe Maximiliano de Wied-Neuwied, em “Viagem ao Brasil” (1820), e pelo botânico e naturalista Auguste de Saint-Hilaire, em viagem por aqui em 1818

Ver Artigo
Textos de História Militar do Espírito Santo

Este é o propósito deste livro. Trata-se, o nome já o diz, de uma coletânea de textos, textos estes da mais diversa natureza: poema épico, ensaios históricos, crônicas, correspondência oficial e particular

Ver Artigo