Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Tropeiros percorrem em 20 dias 650 quilômetros de história

Tropeiros percorrem em 20 dias 650 quilômetros de história

Ao longo de 20 dias, um grupo de 13 capixabas está revivendo parte da história do Brasil Colônia ao refazer os passos de Dom Pedro pelo interior do Estado

Amores de Tropeiros – Por Ormando Moraes

Amores de Tropeiros – Por Ormando Moraes

Um desses amores nasceu lá pelos lados da região de Arataca. Um jovem tropeiro despertou o coração da filha de um abastado fazendeiro

Os cometas - Por Ormando Moraes

Os cometas - Por Ormando Moraes

Os "cometas", assim denominados os viajantes comerciais, porque apareciam nas cidades do interior de tempos em tempos

Monografia sobre o Morro do Moreno

Monografia sobre o Morro do Moreno

Vamos ajudar o Douglas Barcellos de Oliveira a finalizar a sua monografia sobre o Morro do Moreno? É só responder o questionário e enviar!

Linguajar do tropeiro – Por Ormando Moraes

Linguajar do tropeiro – Por Ormando Moraes

Por influência do mineiro, que colonizou grande parte do interior do Espírito Santo, a palavra mais usada por nossos tropeiros em todas as ocasiões, era a interjeição uai

Panela de Barro

Panela de Barro

As Paneleiras de Goiabeiras, assim chamadas por ser a maioria das artesãs mulheres, residem no bairro de Goiabeiras, em Vitória, capital do Estado do Espírito Santo...

Estado vai monitorar água da chuva

Estado vai monitorar água da chuva

Para conter a erosão e enchentes, pesquisadores vão descobrir a quantidade de água que infiltra até o lençol freático

Gil Vellozo contra Jango

Gil Vellozo contra Jango

O deputado de Vila Velha liderou, no Espírito Santo, uma apaixonada campanha eleitoral para Jânio, cuja candidatura tinha como símbolo uma vassoura para “varrer a corrupção do Brasil”

Racionamento Militar - Gil Vellozo

Racionamento Militar - Gil Vellozo

Além da escassez de energia elétrica, após o golpe de 1964 a capital capixaba ainda era vítima de um hilário racionamento militar

Contrabando nos porões dos navios em Guarapari

Contrabando nos porões dos navios em Guarapari

A desculpa era de que a areia fazia peso nas embarcações. “Fomos saqueados durante anos”, afirma historiadora